Estado já repassou mais de R$ 11 milhões para o Hospital Padre Zé, em JP

0

Os serviços e atendimento à população continuarão sendo realizados no Hospital Padre Zé. A garantia é do superintendente do hospital, Izomil de Lima Correia. Segundo ele, muito embora aguarde normalização no repasse da verba de manutenção por parte do Sistema Único de Saúde (SUS) no valor de R$ 160 mil, a instituição ainda se mantém por conta de doações e do repasse de convênios, a exemplo do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza no Estado da Paraíba (Funcep/PB).

“A liberação dos recursos do Funcep por conta de convênio do Governo do Estado é importantíssimo porque sem ele nós não poderíamos manter os leitos diariamente devido às internações de longa permanência, ou seja, sem esse convênio o serviço estaria inviabilizado por completo”, informou. Através do convênio, o Governo do Estado repassou para a instituição cerca de R$ 11,8 milhões, referentes ao período de 2011 a 2015, dobrando o número de 60 para 120 leitos, aumentando a capacidade de atendimento.

O hospital foi fundado no dia 25 de agosto de 1965 pelo saudoso monsenhor José da Silva Coutinho, conhecido como “Padre Zé – Benfeitor dos Pobres”. Sendo unidade de saúde filantrópica, se mantém com recursos do SUS, doações e parte da Ação Social Arquidiocesana (ASA).

Conforme Izomil, além do atraso no repasse de verbas em até 80 dias, a tabela de procedimentos do SUS está defasada, o que faz com que o pagamento dos procedimentos seja insuficiente para quitar as despesas da instituição, que incluem, além dos procedimentos, salários de funcionários, insumos e encargos sociais.

De acordo com ele, a instituição comemorou os 50 anos de existência em prol de serviços destinados às pessoas carentes, abrigando crianças e adultos de diversos municípios que vêm à capital em busca de serviços médico e hospitalar. Para se ter ideia dessa dimensão, somente durante o ano passado foram atendidas mais de 19 mil pessoas em diversas especialidades médicas, serviços gratuitos que são realizados através do Sistema Único de Saúde (SUS). “O nosso objetivo é atender as pessoas de baixa renda, principalmente aquelas do interior”, disse Izomil.

Hospital

O Padre Zé conta atualmente com Laboratório de Análises Clínicas, Unidades de Fisioterapia, Ambulatório, Atendimento de Acupuntura, Radiodiagnóstico e de Ultrassonografia, Assistência Social, Cardiologia, entre outros. São atendidas 6,7 mil pessoas por mês no hospital, sendo 4,5 mil pacientes no ambulatório, 2,2 mil pacientes em internações, 210 funcionários e 115 pessoas voluntárias para trabalhos nas diversas áreas e especialidades.

A instituição conta ainda com um bazar permanente que funciona na segunda-feira e quarta-feira, que é montado com doações de roupas, calçados e outros apetrechos feitos pela comunidade. O Hospital Padre Zé fica localizado na Avenida Desembargador Boto de Menezes, 657, bairro de Tambiá, em João Pessoa, e as doações podem ser feitas pelo Banco do Brasil, através da conta 15.774-0, agência 0011. Informações podem ser obtidas através do telefone 3241-8080.

Repasse

De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde, o órgão não repassa verbas diretamente para nenhuma instituição hospitalar, mas para os fundos estaduais e municipais de saúde, que são responsáveis de gerenciar os recursos e distribuí-los para as instituições locais públicas e contratualizados com o Sistema Único de Saúde. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa informou que segue rigorosamente os critérios de prazos e fluxos exigidos pelo Sistema Único de Saúde.

Do Jornal A União

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: redacao@paraibaja.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here