Governo abre mais uma delegacia especializada de violência contra mulheres

    0

    O secretário de Segurança e Defesa Social, Claudio Lima, informou nesta segunda-feira (16) que o Governo do Estado vai abrir a segunda delegacia especializada de violência doméstica contra mulheres na nova Central de Polícia, que deverá ser inaugurada no segundo semestre deste ano. A informação foi dada durante inauguração de uma brinquedoteca na Delegacia Especializada da Mulher, na avenida Pedro II, em João Pessoa.

    Segundo ele, a iniciativa de instalação da brinquedoteca faz parte do planejamento de humanização do atendimento nas delegacias, principalmente na questão da violência de gênero. “Pensamos em expandir as brinquedotecas e levar para outras delegacias de atendimento para mulheres em situação de violência. Já a nova delegacia chega num momento correto para atender o aumento da demanda e também melhorar o acesso para mulheres que moram em bairros de Mangabeira, Valentina e na área Sul”, disse.

    A coordenadora das Delegacias das Mulheres do Estado, Maisa Félix, disse que o equipamento da brinquedoteca tem um ambiente adaptado para crianças com tapetes, cadeiras, mesas, livros e brinquedos. “As mulheres chegam às delegacias fragilizadas e geralmente trazem seus filhos para o momento onde serão ouvidas. Neste instante de muito trauma e desgaste emocional é preciso que as crianças fiquem num ambiente acolhedor, onde possam brincar”, ressaltou.

    Segundo a delegada, somente este ano, 250 inquéritos de violência doméstica já estão tramitando. Em 2014, um total de 1.778 inquéritos foi concluído na Delegacia da Mulher de João Pessoa e 2.504 medidas protetivas foram expedidas pelo Tribunal de Justiça da Paraíba.

    A secretaria da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Soares, parabenizou a iniciativa e disse que o trabalho afinado entre os órgãos de governo apontam para redução da violência em 27,5% nos homicídios de mulheres nos últimos três anos. “O trabalho humanizado é fundamental, assim como o enfrentamento da violência com a prisão de agressores. A mulher que sai de casa para fazer uma denúncia, muitas vezes enfrenta a família, os vizinhos, até chegar à delegacia. Ela precisa sentir que está segura e que a violência não ficará impune”, disse Gilberta Soares.

    Durante a inauguração da brinquedoteca estavam presentes a juíza da Vara da Mulher, Rita de Cássia, a promotora pública da Mulher, Rosane Araújo, representantes da Polícia Militar, e o delegado geral da Polícia Civil, José Alves. Segundo a promotora, Rosane Araujo, a violência doméstica é “ madrasta” de todas as violências. “Temos uma legislação recente, a lei Maria da Penha, e juntos podemos criar uma outra cultura. Uma cultura pela paz”, disse a promotora.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here