Depois do rumoroso caso que culminou com a prisão em flagrante do prefeito de Bayeux, Berg Lima (Podemos), por tentativa de extorsão a um fornecedor do Município, a ex-vice-presidente do PT da Paraíba, Giucélia Figueiredo defendeu hoje a saída imediata do partido da base do gestor, bem como de cargos na administração municipal de Bayeux.

“O escândalo protagonizado pelo prefeito de Bayeux não deixa margem para dúvidas sobre a natureza desta gestão. O PT, portanto, precisa se posicionar o quanto antes e deixar claro que não compactua com este tipo de comportamento. Nosso partido defende os trabalhadores e a apuração rigorosa das denúncias de corrupção, com o direito à ampla defesa e a consequente responsabilização dos culpados. Cabe ao PT mais do que lamentar a tristeza desse episódio, mas também marcar posição contra a velha política”, disse Giucélia.

Berg Lima foi filmado recebendo o pagamento de uma propina de um empresário que denunciou o caso ao Ministério Público e à Polícia Civil. O repasse do dinheiro foi filmado com autorização das duas entidades e o gestor acabou preso ao deixar a sala onde recebeu um envelope com o pagamento exigido para a liberação de um empenho ao qual o fornecedor tinha direito.

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here