“A gestão municipal se distanciou da periferia da cidade”, critica João Azevêdo

    0

    O secretário estadual de infraestrutura e recursos hídricos, João Azevêdo (PSB), falou sobre o que espera de 2016 e ressalta investimentos do governo estadual neste ano. João ainda aproveita para orientar a gestão de Luciano Cartaxo (PSD) sobre uma maior aproximação com a população mais carente da capital.

    O gestor evidencia que mesmo diante durante um ano de recessão econômica, o governo do estado não deixou de trabalhar para a sociedade. João ainda destaca algumas obras entregues, e outras que estão em execução, explicando como o governador Ricardo Coutinho (PSB) vai conseguir, ao seu ponto de vista, entregar e realizar obras na Paraíba.

    “Foi um ano difícil em termos de repasses de recursos da União. Entretanto, o Estado da Paraíba por ter feito o dever de casa nos anos anteriores de 2013 e 2014 ultrapassa os R$ 560 milhões de obras entregues esse ano. É claro que em algumas obras, elas tiveram seu ritmo alterado. Isso também porque ao longo do ano teve transferência de recursos federais e terminou basicamente alterado o seu cronograma, como foi o caso do canal Acauã-Araçagi, onde tínhamos 1.200 homens trabalhando e hoje temos cerca de 300 homens trabalhando, com isso houve queda no ritmo, mas não paralisação de obra. Para 2016 o Estado tem como fonte para financiar suas ações, basicamente são os recursos do Orçamento Geral da União (OGU), do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) e de empréstimos como do BNDS, CAF e FGTS. No caso específico da Paraíba se houver redução de recursos como o do OGU e do PAC, o Estado inclusive já preparou e foi aprovado, recentemente, na Assembleia Legislativa o pedido de empréstimo de R$ 700 milhões junto ao Banco do Brasil. Então, é isso que está sendo feito e é o que agente espera, mesmo que 2016 seja um ano novamente difícil, nós tenhamos a condição de garantirmos esses recursos e o andamento de antigas e novas obras”, disse João Azevêdo.

    Críticas a Cartaxo

    De acordo com João Azevêdo, a gestão Cartaxo precisa se aproximar do povo, destaca que a cidade cresceu, mas a administração não consegue acompanhar esse crescimento. “João Pessoa precisa ter uma gestão que possa avançar em soluções para enfrentar os grandes problemas que tem hoje, cidade cresceu e não é mais uma cidade de 100 mil habitantes. A cidade precisa ter um plano de mobilidade urbana, é preciso ter uma gestão mais humanizada, que realmente consiga chegar perto do povo, que atenda aos serviços básicos como a saúde, pavimentação de ruas, drenagem, esgotamento sanitário nas comunidades, coisas essenciais que não estamos vendo ser feitas na cidade. A gestão municipal se distanciou da periferia da cidade, pois em bairros mais carentes não se vê serviços”, comentou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here