Gervásio diz que Manoel Jr. oscila em suas decisões políticas: “age por puro interesse”

0

O deputado estadual Gervásio Maia Filho (PSB) disse, em entrevista nesta quarta-feira (13), que Manoel Júnior oscila em suas decisões políticas, sempre agindo de acordo com os seus interesses. Para Gervásio, a mudança de voto do peemedebista pode ter sido uma combinação “nos bastidores”, pois Manoel sempre foi defensor ferrenho e amigo pessoal de Eduardo Cunha e agora votou pela sua cassação. O parlamentar não perdeu a oportunidade de ressaltar que o peemedebista age por “puro oportunismo”.

“A vida pública do deputado Manoel Júnior é muito oscilante, em uma semana ele pensa de um jeito, na outra pensa de outro. Uma coisa todos nós temos certeza, o que ele pensa em relação a Eduardo Cunha todo mundo já sabe, a relação sempre foi muito forte. Então, aquela sessão de ontem para quem conhece um pouco o funcionamento de uma casa legislativa, ficou muito claro que havia muita coisa combinada ali nos bastidores”, criticou.

Gervásio citou alguns episódios da carreira política do peemedebista, que para ele, atesta sua afirmação. O socialista relembrou que antes de se aliar a Cartaxo, Manoel Júnior era um dos principais críticos da gestão de João Pessoa, por várias vezes cobrou explicações sobre a “taxa Z”, denúncia de suposta propina cobrada pela gestão Cartaxo para liberar licenças para construção em João Pessoa, mas, logo depois firmar aliança com o atual prefeito, mudou seu discurso.

“A postura dele sempre foi de puro oportunismo. Ele criticava a presidente Dilma, dois dias depois tentando ser ministro da Saúde, mudou o discurso. O que ele falava de Luciano Cartaxo, até ontem cobrando sobre a taxa Z, insinuando que as coisas na prefeitura de João Pessoa só funcionavam na base da taxa Z, aquilo ali que ele estava querendo dizer era se referindo a propinas e logo depois mudou. Ele também mudou de pensamento, quando por exemplo quando fez uma briga no PMDB para te candidatura própria e se aliou com quem? Ao candidato que ele combatia a dois, três dias antes, tendo o PMDB condições de ter candidatura própria. Então é difícil se fazer prognóstico em relação a Manoel Júnior, pois tudo gira em torno dos seus próprios interesses”, relatou.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here