Galeria Valentim expõe arte híbrida de Flaw Mendes na Livraria do Luiz

0
189

A Galeria Valentim, em parceria com a Livraria do Luiz, realiza neste sábado (20), às 10h,  a exposição Colecionador de Horizontes Vol. 3, do artista visual Flaw Mendes, mestrando em Artes Visuais pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Natural de Campina Grande (PB), Flaw Mendes tem uma obra que se localiza na fronteira das artes plásticas e da literatura. Faz uma arte híbrida.

A exposição Colecionador de Horizontes, apresenta uma série de 16 quadros criados a partir da justaposição, releitura e reapropriações de obras literárias. Flaw Mendes explica que a sua matéria prima para criação desta série foi papel artesanal, pasta de papel produzida a partir de obras literárias e jornais.

Para a série de Colecionador de Horizontes Vol 3, ele trabalhou a partir da obra de José Lins do Rego, principalmente o livro Menino de Engenho, que ele submeteu a uma intensa pesquisa. “Me surgiu a necessidade de falar de realidade e de ficção. Sobre a fusão destes dois elementos. Tornou-se necessário me misturar a obra e como Menino de Engenho tinha essa síntese, que eu só pude descobrir depois de uma pesquisa – fui ler a obra, buscar o autor, o contexto, a crítica. Tudo isso me deu mais subsidio para eu compreender essa fusão entre realidade e ficção. E a partir desse envolvimento com a o livro pude compreendê-lo e transformá-lo em obra visual”, explica Flaw Mendes. Em Colecionador de Horizontes Vol 3, ele usou duas edições de Menino de Engenho, a de 1940 e a de 1981.

Na exposição Colecionador de Horizontes o público poderá perceber os ricos detalhes como Flaw  trabalhou recortes, desenhos, pinturas e assemblages que mostram a vitalidade de uma arte híbrida. “Vi deste o primeiro momento uma força grande dos hibridismos na obra de Flaw Mendes, que faz uma fusão criativa entre literatura e artes plásticas”, acrescenta Marcus Alves, escritor e curador da exposição.  Durante a exposição também ocorrerá um debate com o professor e crítico de literatura Milton Marques Jr, com o tema “Termos clássicos que viraram populares”.

Ele contou que justamente por essa interação entre a literatura e as artes visuais é que pensou em montar a exposição no Espaço Arte da Livraria do Luiz. “Conversei com o curador do Espaço, o Augusto Moraes, imaginei exatamente esse diálogo entre escritores e artistas, integrando a palavra, a linha, a textura, as cores – uma hibridação que está na obra de Flaw Mendes e precisa ser vista e capturada também por escritores e seus públicos”, completou.

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here