“Fui codificado e levei calote”, diz ex-diretor do Trauma sobre gestão de Cássio

0

O ex-diretor do Hospital Regional de Emergência e Trauma de Picuí, Edvan Benevides, denunciou, em entrevista ao Paraíba Já, que passou três meses sem receber, na gestão do então governador Cássio Cunha Lima (PSDB), e recebeu “calote”.

“Quando eu trabalhei em 2008, no Hospital Regional de Picuí ele (Cassio) me deu um calote. Trabalhei três meses sem receber, justamente, porque só conseguia o código quem era esquema dele. Quem me ajudou foi uma funcionária na época, chamada Piedade, que era a diretora administrativa do Regional de Picuí”,relatou.

Edvan Também relatou que na gestão de Cássio, também existiam os funcionários codificados. Existem outros diretores que podem confirmar a situação.

“Cássio tinha codificado sim. Tem diretor que é da nossa época agora e q foi da época de Cássio q pode confirmar os codificados”, declarou.

O tucano declarou, em entrevista à imprensa local, que a lista de codificados mostraria “mais um escândalo” do governador Ricardo Coutinho.

“O nome já diz tudo. Código no setor público? Segredo na República? Com a palavra o TCE, diante de tamanha ilegalidade, sobretudo com a suspeita dos valores pagos e recebidos. Com a palavra o Ministério Público do Trabalho, diante da precarização e retirada de direitos. Com a palavra a ALPB, com a necessidade de instalação da CPI. Tudo muito grave. Mais um escândalo desse governo”, declarou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here