Fuba alerta população sobre tragédia que pode acontecer no Trauminha

0

O vereador Fuba denunciou nesta quarta-feira, 18, na Câmara Municipal problemas graves na estrutura física da caixa d’água do Hospital de Trauma de Mangabeira, mas conhecido como Trauminha. Segundo o parlamentar, o equipamento, que deveria armazenar 150 mil litros de água só funciona com metade da sua capacidade, encontra-se com rachaduras que resultam no vazamento da água, e possui fissuras no piso lateral que comprometem a estrutura física que suporta a caixa d’água.

“Por estar sendo usada apenas um lado, da caixa o piso está cedendo, e o vazamento da água está deteriorando a estrutura física do prédio, em especial a passarela que dá acesso aos registros, que estão oxidadas e podem despencar. Se o piso ceder, teremos um desabamento na Ala Vermelha do hospital. Pacientes graves não sabem o perigo que estão correndo. Também denuncio aqui que a tubulação de água do Trauminha está enferrujada, e essa é a água utilizada na limpeza, na preparação das refeições. ..”, denunciou o vereador.

Fuba relatou na tribuna uma solicitação feita em 2011, encaminhado para o Setor de Engenharia da Secretaria de Saúde, e reforçada em 2015 e 2016, no entanto, nenhuma providência foi tomada pela gestão municipal. “Além da estrutura comprometida, a água utilizada é de má qualidade. O cidadão não recebe o atendimento adequado, e ainda pode perder a sua vida através de um desastre, se a estrutura que sustenta a caixa d’água cair, ou por uma infecção hospitalar pela péssima qualidade da água”, colocou.

“Alerto aqui a população e a Prefeitura sobre essa situação no Trauminha, e que precisa ser corrigida urgentemente. Será que o prefeito Luciano Cartaxo vai esperar acontecer uma tragédia para tomar alguma providência? Será que pessoas vão precisar morrer para que o setor de engenharia vá até o Trauminha verificar os problemas denunciados desde 2011?”, acrescentou.

O parlamentar sugeriu que um grupo de vereadores fossem até o Trauminha verificar de perto as denúncias feitas, assim como conferir o atendimento oferecido na unidade: “Na noite desta terça, 17, uma senhora telefonou para mim dizendo que desde domingo estava na sala de espera da ortopedia esperando ter um tratamento digno. Ela quebrou o braço, e até a noite de ontem não tinha recebido nenhum tipo de atendimento. Esse é o serviço que a população recebe da gestão municipal. A saúde de João Pessoa está entregue ao léu”.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here