Frei diz que quem condena atos do MST são ‘viúvas’ de ‘criminosos de Margarida’

0

O deputado estadual Frei Anastácio (PT), usou a tribuna da Assembleia Legislativa da Paraíba, na manhã desta terça-feira (10), para rebater as críticas direcionadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e a Central Única de Trabalhadores (CUT), que realizaram protestos em vários pontos de João Pessoa.

Anastácio explicou que esses movimentos sociais existem antes do governo do PT e que foram criados em um momento em que a violência no campo fazia parte do cenário do Centro-Oeste e Nordeste do Brasil.

“Hoje a mídia falada, escrita e televisionada, tomou um bom tempo para bater no MST e consequentemente no CTB, aquilo que acontece sempre, a criminalização dos movimentos sociais. Eu quero dizer o seguinte: a quem bate nos movimentos sociais e na CTB, que a CTB foi fundada há 41 anos e o MST há 32 anos, quando não havia Dilma, PT, quando não existiam vários partidos, o movimento surgiu para acompanhar nos momentos mais duros desse país, a questão da violência do campo, principalmente no Centro-Oeste e no Nordeste brasileiro e é um movimento que tem clareza na sua posição, inerente à classe política e de determinados setores da sociedade, tem uma ideologia clara, é um movimento de massa e um movimento que tem credibilidade a nível internacional”, explicou.

Anastácio também direcionou sua indignação a Aguinaldo Veloso Borges, avô dos deputados Aguinaldo e Daniela Ribeiro (PP), que foi apontado como mandante do assassinato de João Pedro Teixeira, fundador da Liga Camponesa de Sapé, em 1962. Ele também é apontado como responsável pelo assassinato da líder sindical Margarida Maria Alves, em 1983.

“Aqui na Paraíba, existem as viúvas saudosas de Aguinaldo Veloso Borges, criminoso de Margarida. Existem as viúvas que tem saudades de Odorico Borges, que foi presidente da UBR. Existem as viúvas que sentem saudades dessa gente na Paraíba e em vários setores da sociedade. Os que sente saudade de Aguinaldo Veloso Borges, o Mário Borba que fazia misérias nas regiões de Pedras de Fogo, Pilar, quem não conhece? Aí existem as viúvas em diversos meios de comunicação, como nesta Casa e na sociedade como um todo. Mas fiquem despreocupados, seja qual for o resultado desse golpe, o MST estará nas ruas”, alertou.

O petista ainda pediu um basta à criminalização dos movimentos sociais pela sociedade.

“Então vamos parar com essa balela de querer criminalizar o Movimento Sem Terra. Graças a eles e a CTB muita coisa mudou nesse país.  Nunca se aliaram, sempre criticaram o governo Lula e os governos de outros partidos, criticou o governo Dilma e continua criticando. Agora eles têm consciência que é o melhor que existe para esse país, eles têm consciência do golpe”, finalizou.

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here