FPF vai “fiscalizar” escalações para evitar irregularidades no Paraibano

    0

    Uma reunião na tarde desta quarta-feira na Federação Paraibana de Futebol (FPF) revelou a linha dura que a entidade vai adotar em relação ao Campeonato Paraibano de 2016. Depois de três horas de discussão com os clubes, a Federação deixou claro que pretende ser rigorosa em relação às condições dos jogadores.

    FPF vai "fiscalizar" escalações para evitar irregularidades no ParaibanoReunião; Federação Paraibana de Futebol; (Foto: Divulgação / FPF)

    Ficou decidido que, em cada partida do estadual, haverá uma lista atualizada do Boletim Informativo Diário (BID) e só serão efetivamente escalados aqueles jogadores que aparecerem na relação.

    A decisão é para evitar o que aconteceu na segunda divisão do ano passado, quando vários clubes foram denunciados pela escalação de jogadores irregulares. Na época, alguns deles disseram que o sistema da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não estava funcionando. Agora, cada clube terá uma senha para inscrever seus atletas, sem que isso seja de responsabilidade da Federação.

    Outro assunto discutido ontem foi em relação aos estádios. Os clubes têm até esta sexta-feira para entregar todos os laudos na Federação, caso contrário estarão sujeitos a jogar com os portões fechados ou até mesmo em outras cidades.

    A princípio, o Campeonato Paraibano deverá ser disputado em oito estádios: Almeidão, Tomazão e Graça (João Pessoa), Amigão e Presidente Vargas (Campina Grande), Marizão (Sousa), Perpetão (Cajazeiras) e José Cavalcanti (Patos). Apesar da vontade do Santa Cruz, o Teixeirão deve mesmo ficar fora, assim como o Mangabeirão e o Renatão, já que não houve interesse de Auto Esporte e Campinense, respectivamente, em providenciar os laudos.

    PROFUT DISCUTIDO

    A FPF também fez um balanço da situação dos clubes em relação ao Profut, a lei de modernização do futebol brasileiro. Campinense e Treze apresentaram documentos confirmando a adesão ao programa. O Atlético está bem adiantado, faltando apenas um documento. Esporte de Patos e Santa Cruz são aqueles que estão em situação mais delicada, embora seus dirigentes garantam que até sexta-feira, fim do prazo, toda a documentação estará na Federação Paraibana de Futebol.

    Botafogo, CSP, Sousa e Paraíba de Cajazeiras não aderiram ao programa, mas também não possuem pendências, o que garante as certidões negativas de débitos fiscais.

    FINAL FEMININA

    Aproveitando a reunião, a FPF confirmou para domingo a realização da partida entre Botafogo e Kashima, na final do Campeonato Paraibano Feminino. O jogo acontecerá no Estádio Almeidão, às 16h. As informações são do Globo Esporte PB.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here