Exclusivo: Samuka diz que é vítima de perseguição política e nega acumular cargos públicos

    1

    O radialista Samuka Duarte disse que ainda não foi notificado sobre o processo em que é acusado de recebimento cumulativo de remunerações extraídas dos cofres públicos em cinco prefeituras paraibanas. Em entrevista exclusiva ao Paraíba Já, nesta segunda-feira (15), o apresentador da TV Correio ressaltou que está sendo vítima de pessoas que querem impedir sua possível candidatura à Prefeitura de Santa Rita, em 2016.

    “Não estou sabendo de nada. Todo ano de eleição surge um novo processo, tem gente que tem medo que eu seja candidato. Na eleição do ano passado, fui acusado de dever R$ 2 milhões à Prefeitura de Santa Rita, agora essa novidade de acumular cargos. São políticos que querem denegrir a minha imagem”, explicou.

    Samuka afirmou que não é candidato a prefeito de Santa Rita e declarou que agora cabe ao seu advogado preparar sua defesa. “A Justiça é pra isso mesmo, tomar decisão, e agora cabe ao meu advogado provar minha inocência e fazer a defesa”, enfatizou.

    Entenda o caso

    O juiz Gustavo Procópio Bandeira de Melo, da 5º Vara Mista da Comarca de Santa Rita, decidiu nesta segunda (15), decretar a indisponibilidade de bens de Samuka Duarte. A ação de Improbidade Administrativa contra o radialista foi ajuizada pelo Ministério Público da Paraíba, através da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Santa Rita.

    De acordo com os autos, Samuka manteve recebimento cumulativo de remunerações extraídas dos cofres públicos, a partir de acúmulo ilegal desses trabalhos, tendo em vista que, o promovido é servidor público de Santa Rita, desde 7 de agosto de 1980 (cargo de professor da educação básica), estando à disposição da Secretária de Comunicação da cidade, desde 2008.

    Além de ser lotado na Secretaria de Educação de Santa Rita, Samuka manteria vínculo com o Estado há aproximadamente 10 anos. Segundo a ação inicial, não bastando os dois vínculos funcionais citados anteriormente, no período de 2011 e 2012, o apresentador da TV Correio chegou a acumular até cinco cargos públicos nos municípios de Bayeux, Marcação, Mari e Sapé.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here