Em amistoso, Bota-PB e Náutico mostram força nas equipes, mas não fazem gols

    0

    Botafogo-PB e Náutico fizeram na tarde deste domingo o primeiro dos dois amistosos que as duas equipes agendaram para esta pré-temporada. E, pelo menos nos primeiros 90 minutos destes confrontos, nada de gol. O amistoso realizado no Estádio Almeidão, em João Pessoa, acabou empatado por 0 a 0, e serviu mais para os técnicos das duas equipes testarem seus elencos praticamente na totalidade.

    No primeiro tempo, o Timbu foi superior e, na segunda etapa, o Belo foi melhor. Antes do intervalo, com as formações consideradas titulares, os dois times criaram as melhores jogadas de gol. Na segunda etapa, após muitas mexidas dos dois lados, o ritmo seguiu acelerado, mas sem oportunidades tão claras.

    No próximo sábado, as duas equipes voltam a se enfrentar, dessa vez na Arena Pernambuco, em Recife.

    Movimentação, correria e chances de gol

    Em campo, muita movimentação desde o início da partida. E foi do Belo a primeira chegada ofensiva. Logo no primeiro minuto, Marco Antônio cobrou falta e deu trabalho para Rodolpho, que defendeu bem. Mas aí o Timbu assumiu as rédeas do jogo e passou a dominar. Fabiano Eller, de cabeça, finalizou para a primeira defesa de Michel Alves. O Náutico já pressionava quando Roni bateu de fora da área e forçou Michel Alves a mais uma defesa, dessa vez salvadora, tirando na ponta dos dedos, de mão trocada, uma bola que ia no ângulo. Só dava Náutico, bem melhor em campo.

    Após a parada técnica no meio do primeiro tempo, o Alvirrubro seguiu dominando. Roni e Bergson tiveram chances de gol, mas pararam no goleiro do Botafogo-PB. E o Belo ainda respondeu após uma subida de Jefferson Recife pela esquerda. Ele cruzou na medida para Janeudo cabecear bem e acertar a trave.

    Muitas mexidas e jogo mais cadenciado

    Na segunda etapa, com muitas mudanças na escalação dos dois times, o Botafogo-PB acabou se sobressaindo. Muller e Jó Boy se movimentaram bem lá na frente e criaram algumas chances de perigo. Jó Boy arriscou dois chutes de longe e, nos dois, parou no goleiro Júlio César, que fez boas defesas.

    O Belo seguiu melhor até a metade do segundo tempo, quando o Náutico cresceu, foi para cima e equilibrou as ações. Bergson cobrou falta na barreira, e no rebote, ele mesmo chutou de primeira. A bola tinha endereço certo, mas Michel Alves conseguiu fazer mais uma boa defesa. O time da casa ainda voltou a atacar com Muller, que cruzou da direita para Jó Boy finalizar colocado, mas acertar a rede pelo lado de fora. A partir daí, o ritmo caiu, com o Botafogo-PB tendo mais posse de bola e produzindo melhor. Mas sem as boas oportunidades que surgiram na primeira etapa. E, até o fim, sem gols. As informações são do Globo Esporte.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here