Deputado diz que Câmara ouviu apelo do povo ao aprovar a redução da maioridade penal

    0

    Para o deputado federal Efraim Filho (DEM), que foi favorável a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 171/93) batizada de PEC da redução da maioridade penal, a medida está atendendo ao desejo da população. Ele, assim como outros deputados defensores, classificou como “normal” a manobra do presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha (PMDB).

    A alegação foi de que a a PEC 171/93 não foi rejeitada, sendo assim poderia ser incorporadas emendas ao texto original. De acordo com Cunha, a emenda é legal e tinha respaldo no regimento.
    “A população não se sentiu representada pelo resultado da votação. O que mais recebi foram mensagens de pessoas dizendo que deputado anda com segurança, não é assaltado e, por isso, não se preocupa com a violência”, disse o deputado Efraim Filho (DEM-PB).

    Em programa de rádio local, Efraim Filho afirmou na tarde da quarta-feira (01), que o sentimento que o sentimento de frustração acordou com a população quando a  a votação do substituto da redução da maioridade penal que foi rejeitada na Câmara dos deputados.

    “Eu acredito que a proposta foi perdida. Os crimes bárbaros seriam ofensivos, os de menor proporção continuaria sob responsabilidade da ECA. Eu acho que a sociedade acordou frustrada, pois, vê a cada dia mais seus filhos indo pra escola sem saber se voltam. Tem muita gente pra defender bandido”, disparou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here