Deputado diz que Lula se acha um “deus” e que o país agora tem “esperança”

0

O deputado federal Efraim Filho (DEM) falou sobre a 24ª fase da operação Lava Jato e criticou a postura do ex-presidente Lula sobre a condução coercitiva submetida a ele na última sexta-feira (04).

“Lula se coloca como Deus, como se fosse imune à justiça dos homens. Eu acho que é esse o recado que está dado de que a lei tem de servir para todos. A lei tem de servir para Dilma, para Eduardo Cunha, para Aécio Neves e tem de servir também para Lula. E é muito simples: se tem provas da sua inocência apresente e será absolvido. Se não tem e há provas da sua culpa, será condenado”, defendeu o deputado.

“Eu acho que essa semana pra mim foi uma semana que deu ao país esperança. Eu acordei na sexta-feira e quando vi o que estava acontecendo eu tive esperanças de que o meu Brasil está mudando, de que o Brasil que vai ficar para os meus filhos e para os meus netos vai ser melhor”, ressaltou ele.

Efraim Filho afirmou que não se pode tratar a questão como se fossem dois lados de uma torcida organizada e defendeu com ufanismo a ação e pessoa do Juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava-Jato.

“A gente não pode confundir futebol com política. No futebol, a gente torce que o time da gente ganhe com um gol aos 45 minutos, roubado, de mão, e a gente comemora. Na política não pode ser a mesma coisa. Na política é o futuro que a gente vai dar aos nossos filhos. A gente vai fazer o que? Vai cobrar e vai apoiar. Sérgio Moro, somos todos Moro! Sérgio Moro, herói da nação, herói do Brasil!”, conclamou ele.

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here