Edvaldo Rosas: alta rejeição de Cássio é em função de sua gestão como governador

    0

    O alto índice de rejeição do eleitor à candidatura do senador Cássio Cunha Lima ao governo da Paraíba é em função da sua gestão como governador que não avançou em nada. A avaliação é do presidente estadual do PSB e candidato a deputado federal Edvaldo Rosas. De acordo com ele é fácil comparar os números, as ações e constatar as diferenças entre a gestão do socialista Ricardo Coutinho, com pouco menos de quatro anos e os seis anos de Cássio, um mandato e meio.

    Edvaldo Rosas disse que o candidato Cássio fala muito em segurança pública e no seu governo quase não comprou armas, não comprou ônibus escolares, por exemplo. “Sua gestão não avançou em educação, não avançou em saúde nem na geração de emprego e renda, então o povo quer de um governante, ações e Ricardo fez e está fazendo muito mais”, declarou.

    Ainda segundo o presidente estadual do PSB, o governador Ricardo Coutinho foi quem mais contratou concursados. Foi quem implantou a data-base dos servidores estaduais, uma conquista que até então não existia. Um outro fator positivo do governo do PSB são as estradas asfaltadas, que chegarão a mais de 2 mil quilômetros. Por fim, Edvaldo Rosas destacou o volume de investimentos públicos e privados consolidados na gestão de Ricardo Coutinho que chegam a R$ 7 bilhões e R$ 6 bilhões, respectivamente.

    De acordo com a pesquisa Ibope divulgada neste final de semana, Cássio está com 29% de rejeição. Subiu seis pontos percentuais no ítem rejeição. Na consulta anterior seu índice era de 23%. Com relação ao candidato do PSB ao governo, Ricardo Coutinho, que liderava a rejeição com 33%, a pesquisa do Ibope mostra que esse índice baixou em sete pontos, tem agora 26%.

     

    Comente

    Camara Municipal

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]