“É um acordão negativo que aposta num discurso derrotista”, avalia vice-prefeito de JP

0

O vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira comentou sobre o apoio da Rede Sustentabilidade, PSL ,PPS e acredita que Cida Ramos (PSB) ainda terá apoio de mais um ou dois partidos, mas preferiu não falar por eles.

“A tendência é aumentarmos, acredito que chegaremos a 15 ou 16 agremiações que é o suficiente no arco de aliança pra gente apresentar propostas e fazer a campanha nas ruas de João Pessoa. Nós estamos discutindo, tem várias insatisfações do modo que está sendo feita as articulações do lado da candidatura oficial do prefeito. Preferimos que o próprio partido anuncie”, declarou.

Nonato continuou afirmando que prefere não falar por outros partidos e analisa com estranhamento as alianças que outros partidos vem fazendo para disputar com Cida Ramos, já pré-candidata tinha comentários negativos de seus opositores no início.

“Eu tenho sempre essa cautela de não falar por outras legendas, eles que anunciam. O que a gente está achando muito estranho é esse movimento de forças tradicionais para tentar um grande ‘acordão’ para enfrentar a nossa candidata, Cida Ramos. Eles diziam que não decolava, que não pegava, inventaram boatos. Recebi uma pesquisa que mostra o crescimento de Cida e o declínio do prefeito Luciano Cartaxo, porque está começando o debate de mérito da gestão”, afirmou.

O vice-prefeito destacou as ações que a pré-candidata Cida Ramos vem fazendo nas ruas de João Pessoa, onde conversa com a população para saber os problemas que enfrentam e vê essa relação como ponto importante para o crescimento dela, afirmando que por este motivo, a oposição vem buscando alternativas para dificultar esse crescimento.

“Ela está presente nos bairros enraizando essa candidatura, ouvindo a população, a gente vê o crescimento e isso começa a preocupar para se conjuntar um acordão dessa natureza, e tenho certeza que população não vai aceitar essas aliançar que são feitas de ultima hora, de cima pra baixo, sem qualquer identidade. Cada agremiação vai falar por si e o povo vai fazer o julgamento”, declarou.

Ao ser questionado sobre cooptação para trazer o PMDB, Nonato afirmou que o PSB não trabalha dessa maneira. Ele lembrou os projetos feitos na cidade que começou por Ricardo e Agra, mas parou na gestão Cartaxo, lembrando que prefere deixar os partidos escolherem e que cooptação é feita pela oposição.

“Nós não trabalhamos com esse negócio de cooptação, deixamos os partidos livres. A gente tá apresentando uma proposta, um plano de governo, todo mundo sabe o projeto que deu certo em João Pessoa, projeto iniciado por Ricardo Coutinho, continuado por Agra e que foi, infelizmente, interrompido por Luciano Cartaxo. Quem quiser vir para esse projeto, é bem vindo. Não vamos fazer qualquer tipo de cooptação, cooptação está do lado de lá”, ressaltou.

Nonato declarou que a pré-candidatura de Cida Ramos está indo muito bem e que está sendo procurado, inclusive, por vereadores da base do prefeito Luciano Cartaxo. Para ele, a aliança entre PSD e PMDB é totalmente diferente das muitas alianças feitas pelo governador Ricardo Coutinho, que fazia para governar, e sim de um ‘acordão’ que tem um discurso derrotista.

“Está sendo um acordão, não aliança. Ricardo fez muitas alianças e vai continuar fazendo para governar, para administrar. Quando os líderes do acordão saíram, vi inclusive lideres do PMDB e PSC dizendo que o objetivo do acordão era derrotar Ricardo Coutinho. Que pobreza, você construir uma aliança para derrotar uma liderança política e não para construir caminhos para João Pessoa. É um acordão negativo que aposta num discurso derrotista”, concluiu Nonato Bandeira.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here