Policial Militar é preso por assassinato de tenente em João Pessoa

8

O sargento da Polícia Militar da Paraíba, Jailton Santos Pereira, e um homem chamado José Adriano Ferreira, foram presos pelas Polícias Civil e Militar como suspeitos de terem participado da morte do tenente da PM, Ulysses Costa, assassinado na noite da última quinta-feira (4), com um único tiro nas costas.

A Polícia Civil continua à procura do terceiro envolvido no crime que inclusive já teve a prisão decretada. Trata-se de João Anderson Pereira de Sousa (também conhecido por Bingo), filho do sargento Jailton Pereira, que se encontra detido no Batalhão da Polícia Militar.

Durante coletiva na Central de Polícia, o delegado de Crimes contra a Pessoa (Homicídios) da Capital, Reinaldo Nóbrega, fez um apelo para que a população ajude a polícia a encontrar José Adriano, ligando para o Disque Denúncia (197). “Com a prisão do filho do sargento Jailton Santos a investigação será concluída”, disse o delegado.

Os três, segundo o delegado Reinaldo Nóbrega, são os principais suspeitos de terem matado o tenente Ulisses Costa, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

José Adriano foi preso em flagrante ainda na noite do crime e o sargento da PM foi detido inicialmente por porte ilegal de arma de fogo em casa. Mas, após os exames de confronto balístico, feito pela perita Luciana Bezerra Von Szilagyi, a polícia identificou que a arma do crime estava na casa do sargento Jailton Santos, que imediatamente, teve a prisão decretada.

No exame realizado no Instituto de Polícia Científica (IPC), a polícia também descobriu que o sargento Jailton Santos, havia limpado a arma do crime com o objetivo de se livrar do crime, mas o projétil que matou o tenente havia mesmo saído do revólver 38 que estava na casa do sargento. Na casa dele, a polícia encontrou outras duas armas, uma calibre 40, outra 380 e até munição de fuzil.

O crime

O tenente quando foi alvejado pelas costas estava em diligência para prender os donos de uma “boca de fumo” no bairro de Mangabeira. Ele chegou a ser socorrido e levado para o Complexo Hospitalar Governador Tarcísio Burity, conhecido como Ortotrauma de Mangabeira, mas não resistiu aos ferimentos provocados pela bala e morreu.

O alvo das investigações seria João Anderson Pereira, que estava sendo investigado por porte ilegal de armas e tráfico de drogas. O sepultamento do tenente Ulysses Costa foi realizado na tarde de hoje no Cemitério Parque das Acácias, em João Pessoa.

Do Jornal A União

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

8 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here