Do ‘rosa do Himalaia’ ao defumado, opções de sal gourmet chegam a lojas da Paraíba

    0

    Tempero quase tão antigo quanto a civilização, o sal ganhou novo status com as diferentes variedades, vindas de diferentes partes do mundo, disponíveis em lojas especializadas ou nas grandes redes de supermercado. Além de realçar e acrescentar novos sabores aos pratos, dependendo do tipo, o produto dá nova textura e serve também para decoração. Nas lojas Pão de Açúcar de João Pessoa, os consumidores podem encontrar tipos de diferentes regiões, com indicações específicas.

    Flor de sal
    É extraída dos cristais que se aglomeram na superfície das salinas. Ao microscópio, o cristal parece uma flor. Confere crocância ao prato e deve ser adicionada depois de ele pronto. A maior parte vem de fora do país, mas já existe produção nacional no Rio Grande de Norte.
    Como usar: em saladas e doces, principalmente ​ ​​​os feitos com chocolate.
    ​​
    Sal Rosa do Himalaia
    Vem mesmo da longínqua região do Himalaia. Tem um teor mais baixo de sódio, o que o torna mais saudável, e 84 minerais, que conferem o tom rosa. É sem dúvida o mais bonito e decorativo.
    Como usar: em pães, carnes, aves, peixes, saladas e legumes. Também pode ser utilizado para decorar os pratos na hora de finalizar.

    Sais do Havaí
    São de duas cores. O negro contém carvão em sua composição. Já o vermelho tem essa cor devido à argila vulcânica. Os dois têm sabor forte que lembra avelã tostado e amendoim.
    Como usar: em assados

    Sal Negro
    Sal não refinado que vem da Índia. Por conta do enxofre que aparece em sua composição, tem um gosto sulfuroso.
    Como usar: em carnes, aves, peixes e na finalização dos pratos.

    Sal Marinho
    A sua composição química é a mesma do sal refinado, tem bastante sódio e deve ser usado com moderação. A principal diferença está no formato dos grãos, mais rústicos e irregulares. E é mais nutritivo, uma vez que tem cálcio e magnésio.
    Como usar: em carnes, aves, peixes, verduras e legumes.

    Sal Defumado
    Existem vários tipos. O francês, um dos mais conhecidos, é produzido com cristais de flor de sal e defumado com a fumaça resultante da queima de pedaços de barris de carvalho usados no envelhecimento de vinho. Já o dinamarquês é defumado com a fumaça de galhos de carvalho e cerejeira. Existem versões mais baratas, que ganham o sabor graças a aromatizantes.
    Como usar: carnes, peixes, saladas e também para temperar coquetéis como o Bloody Mary.

    Sais Aromatizados
    São preparados artificialmente a partir da flor de sal. São misturados com ervas aromáticas, como alecrim, manjericão e também com aipo, funghi e limão.
    Como usar: depende muito da mistura. O de limão vai bem com peixes. Já o de funghi combina com purês.

    Sal Light
    Este não é gourmet, mas uma boa opção para quem tem de consumir esse condimento com parcimônia. Tem menos sódio em sua composição – 50%, contra 99 da versão comum.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here