Dívidas deixadas por ex-prefeito bloqueiam contas e FPM de prefeitura da PB

0

 

O prefeito de Alhandra, Renato Mendes (DEM), tem vivido dias turbulentos na gestão do município localizado no Litoral Sul paraibano, e, esta quarta-feira (18), não foi diferente, uma vez que foi confirmado que a cota referente ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM), do dia 10 de janeiro, no montante de quase R$ 500 mil foi bloqueada e destinada ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), porque o ex-prefeito Marcelo Rodrigues (PMDB), de modo inconsequente e irresponsável, não efetuou o repasse dos valores previdenciários, descontados dos contratados, comissionados e prestadores de serviço do município ainda de sua gestão, fazendo restar aos cofres municipais a ínfima quantia de R$ 9.875,32 informação que pode ser facilmente confirmada via emissão de extrato.

 

Ainda de acordo com prefeito Renato, o ex-gestor do município de Alhandra faz uso de sua página pessoal em determinada Rede Social, para postar extratos das contas da Prefeitura de Alhandra, referentes a competência de dezembro, tentando confundir a opinião pública ao afirmar que deixou nas referidas contas um saldo positivo de R$ 1, 5 milhão.

 

Para Renato, se faz realmente necessário esclarecer que o ex-prefeito deveria explicar a sociedade de Alhandra que o saldo ao qual faz menção, refere-se a um valor que encontra-se sob bloqueio judicial para pagamento de honorários advocatícios que não foram pagos em seu vencimento pelo então prefeito. Ou seja, o ex-prefeito não pagou nem aos próprios advogados e foi processado por eles, mas, a pena recaiu sobre a nova gestão, prejudicando principalmente a população.

 

“Portanto, os causídicos que patrocinaram a causa em favor do município de Alhandra ingressaram com ação judicial para terem seus honorários assegurados através de bloqueio judicial nas contas da Prefeitura. É sabido pois, que tais valores sob bloqueio judicial, não se encontram disponíveis para nossa movimentação, consistindo, na verdade, em mais uma obrigação descumprida pelo ex-gestor, e que nossa gestão, penalizada, terá que arcar”, lamentou Renato Mendes.

 

Como se não bastasse, os valores que o ex-prefeito alega ter deixado no dia 30 de dezembro de 2016 foram brutalmente retirados das contas da Prefeitura por agendamentos lançados no último dia útil do mês de dezembro para arcar com despesas que se aproximam de um montante superior a R$ 1 milhão.

 

O desmando foi tão grande que incontáveis cheques emitidos pelo ex-prefeito foram devolvidos sem saldo em diversas contas e, até hoje, a atual gestão está tendo que enfrentar um árduo trabalho para localizar os referidos cheques, uma vez que a Prefeitura já está incluída no Cadastro de Cheques sem Fundos (CCF) e impossibilitada de emissão de novas folhas de cheques para cumprir pagamentos pertencentes a municipalidade.

 

“Como novo gestor do município de Alhandra me sinto na obrigação de trazer tais esclarecimentos para que a população compreenda a dificuldade que estamos enfrentando no início do nosso mandato. Enquanto pretendo olhar pra frente e trazer dias melhores para nossa gente, ainda estou sendo obrigado a desmascarar e trazer a verdade a todos vocês, pois, contra fatos não há argumentos. Portanto, ex-prefeito, vá pelo menos tentar resgatar os cheques sem fundos que circulam por aí sujando o nome da Prefeitura, pois, você deixou muita gente prejudicada e inúmeras dívidas não quitadas. Observem os comprovantes que confirmam o que estou relatando. É impressionante uma pessoa causar tanto mal ao povo, pelo simples fato de não aceitar uma derrota”, afirmou o prefeito Renato Mendes.

 

Dívidas deixadas por ex-prefeito bloqueiam contas e FPM de prefeitura da PB Dívidas deixadas por ex-prefeito bloqueiam contas e FPM de prefeitura da PB

 

Dívidas deixadas por ex-prefeito bloqueiam contas e FPM de prefeitura da PB

 

Dívidas deixadas por ex-prefeito bloqueiam contas e FPM de prefeitura da PB Dívidas deixadas por ex-prefeito bloqueiam contas e FPM de prefeitura da PB

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here