Determinação do CFM deve aumentar o número de partos normais em Patos

0

O anúncio do Conselho Federal de Medicina (CFM), que normatiza que médicos da rede pública e privada só poderão realizar cesáreas eletivas somente a partir da 39ª semana de gravidez, a pedido da gestante, não deve mudar muito a rotina da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos. A unidade, que integra a rede estadual de saúde, tem o selo de Hospital Amigo da Criança e prioriza partos humanizados, sempre teve como principal conduta o parto normal. As cesáreas só ocorrem na unidade quando existe uma indicação médica para tal procedimento. Com a Norma do CFM, a expectativa é que o número de partos normais aumente ainda mais.

“Nós defendemos a valorização do parto normal e entendemos que quaisquer estímulos para que ele aconteça, como as recentes medidas anunciadas pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, são bem-vindos e que todos os esforços necessários devem ser tomados para que as medidas resultem no efeito esperado. Na Maternidade, já fazemos nossa parte com a opção pelo parto normal e com um atendimento cada vez mais humanizado”, destaca o diretor geral da unidade e obstetra, Odir Borges Filho. Segundo ele, a expectativa daqui em diante é aumentar, o número de partos normais.

“Sabemos que o Brasil vive uma epidemia de partos cesárea, alcançando números alarmantes e que não são motivo de orgulho”, complementa Dr. Nasser Tannus,  superintendente do Instituto Gerir que administra a Maternidade de Patos, desde junho de 2013. Ele lembra que neste período, a unidade contabiliza mais partos normais que cesáreas e também acredita que com a resolução do CFM esse número tende a ficar ainda maior.

Sobre norma do CFM

Segundo a nova norma do Conselho Federal de Medicina, os médicos da rede pública e privada só poderão fazer cesarianas, a pedido das pacientes, a partir da 39ª semana de gestação e desde que as pacientes  assinem um termo de consentimento. Os profissionais também terão que informar sobre os benefícios do parto normal e os riscos de uma cesariana. De acordo com o CFM, entre a 37ª e a 39ª semana de gestação, os bebês passam por um processo importante de desenvolvimento do cérebro, do fígado e dos pulmões, daí a importância de respeitar esse limite.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here