Deputado rebate Anísio: “ele não votou em mim e eu busquei opinião de quem votou”

0

Tudo foi atribuído ao calor do momento. O deputado federal Wilson Filho (PTB) se defendeu das declarações e acusações do deputado estadual Anísio Maia (PT). Em entrevista ao Paraíba Já, o parlamentar explicou os principais motivos que o impulsionaram a ser a favor do seguimento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Sobre a revolta do deputado Anísio Maia em afirmar que bandidos são mais coerentes que os deputados que votaram a favor do impeachment, Wilson se defende. “Eu credito à emoção do momento. Ele sempre foi um deputado muito respeitoso para comigo. Não tenho condições de responder a esse comentário dele, porque acredito que ele tenha feito isso no calor da emoção. Somos nove. O deputado Anísio é muito competente, inteligente e capacitado, ele é apaixonado pelo seu partido”, justificou.

“Nesse momento, acaba que as emoções fluem. Essa é uma situação histórica por ser polêmica, cada um dos deputados tiveram suas motivações para votarem a favor. Alguns com maiores motivações, outras com menores, não dá pra se julgar. No meu caso, tem momentos da vida que você não pode ser contra o povo, o seu partido e os seus amigos, porque são eles que ficam com você depois. O meu partido fechou questão, eu assumi a liderança do partido e, apesar de ter sido voto vencido na reunião da bancada, ser contra a bancada inteira, a executiva nacional inteira, o PTB indicou o relator da comissão de impeachment”, explicou o deputado.

O parlamentar explicou os principais motivos que o fizeram dar seu voto em favor do processo de impeachment. “O que me motivou foram quatro coisas: primeiro, a maioria da população da Paraíba à favor do impeachment, a gente tem que representar a opinião da população. Segundo, os nossos amigos mais próximos, aqueles que confiaram em mim, um deles, pode ter certeza que não foi Anísio Maia, ele não votou em mim, eu busquei a opinião dos que votaram em mim também. O meu partido fechou questão, e obviamente, o clima pelo qual o Brasil passa. Nós tivemos as pedaladas fiscais, nós tivemos uma corrupção imensa sendo investigada e confirmada, nós vivemos a maior crise econômica da nossa histórica, e não dá pra dizer que a presidenta Dilma não tenha nada a ver”, afirmou.

Wilson afirmou reconhecer a importância e as contribuições que o Partido dos Trabalhadores concedeu ao país, mas explicou que isso não os exime da culpa.

“Eu reconheço todas as qualidades e virtudes do presidente Lula e da presidente Dilma. Eu reconheço os avanços sociais e econômicos que o governo proporcionou par ao Nordeste, mas eu não acredito que as qualidades e virtudes de uma pessoa possam servir de escudo para se defender de erros inaceitáveis. Eu acredito que as pessoas devem ser investigadas e punidas se tiverem culpa. É uma comparação esdrúxula, mas é como se uma pessoa doasse todo mês para um orfanato, e matar uma criança”, disse.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here