Deputada paraibana aproveita “janela”, deixa o PSB e se filia ao PSOL

0

Deputada paraibana aproveita “janela”, deixa o PSB e se filia ao PSOLA deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP) anunciou neste domingo (13) a filiação ao Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). Ela deixou a bancada do Partido Socialista Brasileiro (PSB) na Câmara dos Deputados alegando “divergências ideológica”. Com isso o PSOL passa a ter mais um representante na Câmara. A “janela partidária” permite troca de legenda sem perda do mandato dura até o dia 18 deste mês.

“Era preciso descobrir uma nova forma de fazer o sonho do socialismo. Sonho e utopia não podem se cumprir no tempo de uma vida. Sonho é alimentar para além do nosso tempo e existência”, disse Erundina em sua página no Facebook.

Erundina, que nasceu na cidade de Uiraúna, no Sertão paraibano, está participando do processo de criação do partido Raiz Movimento Cidadanista, ainda na fase de coleta de assinaturas. Enquanto isso, ela decidiu buscar uma nova legenda da qual poderá se desfiliar futuramente.

“É isso que a gente doa e busca. Raiz e PSOL nos fazem ter esperança e acumular forças para superar a crise que estamos enfrentando. A convivência com a juventude me rejuvenesce, me faz repensar e reavaliar minhas escolhas, quero seguir junto, sonhando e construindo com vocês”, afirmou.

Em nota, o PSOL disse que “a proximidade política de Luiza Erundina com o PSOL não é de hoje. A deputada é parceira de longa data do partido em temas como a Reforma Política, a democratização da mídia, os direitos das mulheres e a educação.

Erundina será a sexta deputada federal do PSOL na atual legislatura. O partido tem os deputados federais Chico Alencar, Edmilson Rodrigues, Glauber Braga, Ivan Valente e Jean Wyllis..

Saída do PSB

O anúncio da saída do PSB foi feito em uma reunião que contou com a presença do presidente do partido, Carlos Siqueira, e do vice-presidente de Relações Governamentais do partido, Beto Albuquerque. A informação foi confirmada pela assessoria da parlamentar.

Entre os fatos que pesaram para a decisão está a ida do PSB para a oposição, anunciada na semana passada, no mesmo dia em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi conduzido coercitivamente para prestar depoimento à Polícia Federal, na 24ª etapa da Lava Jato. A deputada federal também estaria contrariada com posições defendidas pela bancada do PSB em votações de projetos na Câmara.

Erundina foi prefeita de São Paulo, entre 1989 e 1993, pelo PT. Por divergências com o PT e o ex-presidente Lula, ela decidiu migrar para o PSB. Em 2012, chegou a ser convidada a ser vice de Fernando Haddad (PT) na chapa para a Prefeitura de SP, mas desistiu do convite depois de o petista e Lula posarem para fotos com o ex-deputado federal Paulo Maluf (PP), adversário histórico de Erundina.

Conforme a assessoria da deputada, ela ainda não definiu para qual partido irá. A “janela partidária” que permite troca de legenda sem perda do mandato dura até o dia 18 de março. O site oficial do Raiz diz que o partido busca “reinventar o país”, para tornar a sociedade “mais humana, ética, solidária, inclusiva, justa, democrática e sustentável”.

“Propomos pensar o Brasil de baixo para cima, pela radicalização dos processos horizontais e interativos, garantindo o efetivo empoderamento das pessoas numa nova concepção do fazer político. Nossas raízes são profundas e trazem à tona as mais elevadas expressões da ética africana, da filosofia ameríndia e da política ocidental: Ubuntu, Teko Porã e Ecossocialismo”, diz o site da legenda.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here