Deputada do PSB lança novo partido e espera aval do TSE

    0

    A deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP) aproveitou o Fórum Social Mundial de Porto Alegre, que reúne movimentos sociais e organizações de esquerda, para lançar nesta sexta-feira (22) seu novo partido, chamado Raiz Movimento Cidadanista.

    Nas eleições municipais de outubro, a Raiz pode concorrer com integrantes filiados oficialmente a outras siglas, como PSOL, PCdoB e Rede.

    Erundina continuará filiada ao PSB enquanto a nova organização não receber o aval do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que exige quase 500 mil assinaturas de apoiadores, em ao menos nove Estados, para ratificar a fundação.

    A ex-presidenciável do PSOL Luciana Genro já disse que apoia a iniciativa da congressista e que pretende abrir espaço neste ano para candidaturas ligadas à nova sigla.

    A jornalistas Erundina disse que a motivação para liderar a criação da Raiz foi o “envelhecimento” do sistema político tradicional e o fato de não ter conseguido fazer avançar a reforma política em seus cinco mandatos como deputada.

    Também afirmou que o problema do Congresso não é o excesso de partidos, mas os partidos que são “sopinha de letras, sem projeto político e identidade programática”.

    Ela criticou ainda a aproximação do PSB com o PSDB em São Paulo, onde seu atual partido tem o vice-governador, Márcio França. “Não posso dizer que é a mesma coisa no resto do país. Mas a política de alianças do PSB é larga demais para o meu gosto”, disse.

    Responsável pela primeira grande vitória eleitoral da história do PT, na eleição para a Prefeitura de São Paulo em 1988, a deputada se manifestou também contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. A edição deste ano do fórum de Porto Alegre é marcada por demonstrações de defesa do mandato de Dilma pelos ativistas.

    NOME

    Um dos líderes do novo partido, Celio Turino disse que a sigla tem como princípios o “ecossocialismo” e o aumento da participação cidadã na política. O partido espanhol Podemos, fundado por ativistas ligados ao movimento dos “Indignados”, foi citado como uma das inspirações.

    O nome Raiz, diz Turino, surgiu de um discurso em que Erundina disse que a carta de princípios da organização atingia a “raiz do Brasil e a raiz dos nossos problemas”.

    Ele diz que o partido não tem pressa para coletar as assinaturas exigidas. Em 2013, a ex-senadora Marina Silva não conseguiu coletar assinaturas válidas em número suficiente para obter o registro da Rede Sustentabilidade e precisou adiar por quase dois anos a fundação de sua nova sigla. As informações são da Folha.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here