Departamento de Jornalismo da UFPB vê desigualdade na cobertura da imprensa

0

Horas antes do fim da greve de fome dos estudantes da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), o Colegiado do Departamento de Jornalismo da UFPB emitiu nota para manifestar sua preocupação com os estudantes que estão em greve de fome acorrentados em frente a reitoria , e repudiar a maneira como a imprensa estava noticiando os fatos.

O professor do Departamento de jornalismo, Carmélio Reinaldo, publicou a nota em seu perfil no Facebook. Em sua postagem, ele classificou a cobertura jornalística da greve de fome dos alunos da UFPB como “indiferente” e “tendenciosa”.

“Há uma visível insatisfação com a cobertura da imprensa à greve de fome na UFPB, que já dura nove dias. Às vezes indiferente, às vezes tendenciosa, o resultado é que já começam a surgir as reações”, afirmou Carmélio.

Confira a nota na íntegra:

Universidade Federal da Paraíba
Centro de Comunicação, Turismo e Artes
Departamento de Jornalismo

PRONUNCIAMENTO SOBRE A GREVE DE FOME DOS ESTUDANTES DA UFPB

O Colegiado do Departamento de Jornalismo da Universidade Federal da Paraíba vem a público manifestar sua preocupação com o andamento das negociações para dar fim à greve dos estudantes Daniel, John, Marcos e Matheus que, com o movimento, colocam suas integridades física e psicológica em risco.

Considera que o confronto não é o caminho adequado para superar o impasse e, por isso, na qualidade de órgão colegiado de instância docente, exige da administração central da UFPB respeito e atendimento às reivindicações, uma vez que isso nada mais é do que implementar uma política de assistência estudantil humanizada.

Os integrantes deste colegiado, na qualidade de professores de Jornalismo, também não podem se omitir com relação à forma como a imprensa, salvo poucas exceções, vem cobrindo o caso, tratando de forma desigual e injusta a luta desses estudantes sem, sequer, considerar a nobreza do ato de Daniel, John, Marcos e Matheus, que lutam pelo segmento mais vulnerável desta universidade.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here