Demanda do SVO sobrecarrega Polícia Civil em JP; média é de 16 chamadas equivocadas por mês

    0

    Na hora em que um familiar falece ou acontece um acidente fatal, qual serviço que se deve acionar? Essa dúvida da população tem causado transtornos à Polícia Civil de João Pessoa. Por mês, a média é de 16 chamadas para o serviço errado na Capital e isso tem feito com que haja maior morosidade no atendimento. Parece pouco, mas de acordo com a delegada Roberta Neiva da 2ª Delegacia Seccional de João Pessoa, em entrevista ao Paraíba Já, este é número assustador.

    Para casos de morte natural, deve ser acionado o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) e somente nos casos de homicídios ou vítimas de acidentes, é que a Polícia deve ser acionada.

    Roberta atribui o crescimento da demanda a uma falta de preparo e até de orientação por parte do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO). “Acredito que o SVO não tenha talvez um preparo para extinguir os casos em que a Polícia Civil deve ser acionada e os casos que são de responsabilidade deles”, declarou.

    A delegada ainda ressalta as desvantagens dessa falha, pois acredita gerar um desgaste por parte dos usuários, que se deslocam até a delegacia, que muitas vezes, não é o local adequado para atendê-los. A reportagem tentou entrar em contato com o SVO, mas até o fechamento dessa matéria, não obteve êxito.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here