Defesa vira dor de cabeça no Botafogo-PB e Ramiro Souza testa nova dupla em treino

    0

    Definitivamente o sistema defensivo do Botafogo-PB não está agradando. Já foram 15 gols sofridos em dez jogos na Série C do Campeonato Brasileiro, a quinta pior entre os 20 participantes. Por isso, não é de estranhar se o técnico Ramiro Souza resolver fazer mudanças para a partida de amanhã contra o ASA de Arapiraca, no Almeidão.

    “Estamos tentando uma forma de melhorar o nosso desempenho lá atrás. Estamos testando algumas formações nos treinos da semana e vamos ver qual a melhor para esse jogo contra o ASA”, disse o treinador, sem querer adiantar alguma mudança.

    Assim que assumiu o Belo, em substituição a Roberto Fonseca, Ramiro tratou logo de mudar o goleiro, entrando Genivaldo no lugar de Edson. O arqueiro, titular com Fonseca, tinha falhado nas derrotas para Vila Nova (0 a 2) e Fortaleza (0 a 3).

    Agora quem está na berlinda é a dupla de zaga, hoje formada por Fabrício Manini e André Lima. No treino desta quinta-feira Walter entrou no time, mandando Manini para a reserva.

    Ramiro parece estar mesmo incomodado com o baixo rendimento da defesa. Tanto que minimiza o aproveitamento do ataque, que também é baixo: dez gols marcados em dez jogos.

    “Estamos com uma média de um gol marcado por partida. E isso já seria suficiente para vencer caso não tomássemos gols. O problema é que estamos sofrendo gols bobos, que não deveriam estar acontecendo”, avaliou.

    Outras alterações

    Mas as mudanças não devem se limitar à defesa. No treino desta quinta-feira, na Maravilha, também ganharam uma chance o volante Jean Cleber (no lugar de Guto), o meia Rone Dias (na vaga de Samuel) e o atacante Reginaldo Júnior (substituindo o lesionado Beto).

    “Vamos esperar pelo Beto até o último instante. É um jogador importante, que tem uma característica de prender a bola lá na frente. Com o Reginaldo o esquema muda, já que é um jogador de velocidade”, comparou Ramiro.

    Para o atacante, a possibilidade de entrar na equipe contra o ASA é uma motivação a mais, embora torça pela recuperação de Beto.

    “É um jogador importante para a nossa equipe e a gente torce para não ser nada de mais grave e ele possa estar à disposição. Se o técnico precisar, estou pronto para ajudar”, garante Reginaldo Júnior.

    O Botafogo faz hoje o último coletivo, quando Ramiro deve confirmar a equipe que vai enfrentar o ASA no sábado, às 19h, pela 11ª rodada da Série C. O Belo é o 7º colocado do Grupo A com 12 pontos, a cinco do G-4. As informações são do Globoesporte.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here