Analista político vê “pragmatismo eleitoral” para debandada no PT após saída de Cartaxo

    0

    Após a saída do grupo político do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) do Partido dos Trabalhadores (PT) , mais um petista histórico anunciou que deixa a sigla nesta quinta-feira (24). Um dos fundadores da legenda na Paraíba, Antônio Barbosa, migra para o Partido Socialista Brasileiro (PSB).

    Para entender essa ‘debandada’ no PT, o Paraíba Já conversou com o cientista político José Artigas. Ele explicou que esse esvaziamento tem o objetivo pragmático eleitoral. Conforme o especialista, as migrações partidárias não são um caso isolado na Paraíba, porque em menos de quatro semanas, a legenda perdeu mais de 1 mil prefeitos em todo o País.

    “A mudança é tática com vista ao processo eleitoral para se afastar dos problemas estruturais no âmbito nacional. A saída de Cartaxo foi estrategicamente para dar uma guinada na sua reeleição e na aproximação do grupo Cunha Lima e enfrentar o grupo de Ricardo Coutinho”, explicou.

    O especialista afirmou que o PT enfrenta além da crise política, a ideológica. “Mudanças como essas eram raras no PT, mas agora o partido que tinha história ideológica, de princípios, se tornou um partido como os demais tradicionais. Esses típicos partidos fisiologistas e não ideológicos”, disse.

    Para Artigas, o PT ainda irá enfrentar mais problemas internos, tendo em vista, que será difícil conseguir aliados para o pleito eleitoral do próximo ano. “Em 2016 será um ano de uma avantajada derrota do PT por causa da crise política. As migrações são o fruto dos desgastes”, alertou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here