Debaixo de chuva, PMJP realiza ‘remendo’ na pintura da ciclovia da Nova Lagoa

2

O parque Solon de Lucena, a Lagoa, foi entregue a população de João Pessoa no dia 12 de junho, dia dos namorados, pois, para o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) a obra é um prova de amor a cidade. Mas, ao que parece, o romance apaixonado entre a maior obra da gestão e o prefeito, em apenas 10 dias de namoro, já está se desgastando.

Primeiro o pier, que ficou bastante diferente do que estava no projeto original, foi interditado, as rachaduras no relacionamento da prefeitura com a Lagoa, foram expostas, a população acompanhou o dilema, denunciou nas redes sociais e o pier foi interditado.

Agora, mais um problema aparece entre o amor de Cartaxo e a Lagoa. A pintura, na cor da paixão, da ciclovia do parque revitalizado, da Nova Lagoa, está descascando e, em tão pouco tempo, as promessas de amor feitas por projeto completo e bem estruturado, agora estão sendo evidenciadas com os maus feitos. A população que torceu para que este caso de amor desse certo, não vem poupando o prefeito e denuncia os maus tratos, pois, vem percebendo que ele não deu a sua amada obra os cuidados devidos, a atenção necessária e de acordo com a Controladoria Geral da União (CGU), nem o dinheiro prometido para deixar sua obra mais bela.

Na manhã chuvosa desta quarta-feira (22), uma equipe da empresa responsável pela obra da Nova Lagoa, estava começando os reparos na pintura das ciclovia. Ana Laura, 26 anos, professora universitária, estava caminhando pelo parque e em entrevista ao Paraíba Já, relatou ter ficado “chocada” em observar o quanto a obra vem causando polêmicas.

“Eu fiquei realmente bastante chocada com algumas coisas ao longo da reforma da Lagoa, como por exemplo esses quiosques, parecem mais de rodoviárias. Nada contra as rodoviárias, mas o que era pra ser um monumento urbano foi uma coisa totalmente transplantada de outra cidade e não dialogou com a estrutura estética e histórica de João Pessoa”

Emerson Araújo, professor universitário, mais um pessoense que torceu para que a prova de amor a João Pessoa desse certo, se sentiu decepcionado e afirmou que a obra foi um desrespeito, principalmente pelo fato de ter descumprido o projeto original.

“A obra foi importante pelo fato de ter dado uma renovada ao centro de João Pessoa, do ponto de vista do lazer, foi uma obra relevante. Entretanto, a obra possui diversas falhar referente ao projeto inicial, a ciclovia com a pintura descascada é um desses exemplos, que não deveria existir por ser uma obra inaugurada a pouco tempo. A ausência do pier e o descumprimento do projeto original é um desrespeito”

Porém, os problemas no relacionamento apareceram antes da sua inauguração, um exemplo é o túnel da Lagoa, que, por não comportar grandes volumes de água, com as fortes chuvas, rompeu por diversas vezes o asfalto da Avenida Padre Azevedo. Outro é o relatório da CGU que apontou um desvio de R$ 10 milhões da obra.Debaixo de chuva, PMJP realiza 'remendo' na pintura da ciclovia da Nova Lagoa

Debaixo de chuva, PMJP realiza 'remendo' na pintura da ciclovia da Nova LagoaDebaixo de chuva, PMJP realiza 'remendo' na pintura da ciclovia da Nova LagoaDebaixo de chuva, PMJP realiza 'remendo' na pintura da ciclovia da Nova LagoaDebaixo de chuva, PMJP realiza 'remendo' na pintura da ciclovia da Nova LagoaDebaixo de chuva, PMJP realiza 'remendo' na pintura da ciclovia da Nova Lagoa

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here