Daniella Ribeiro preside sessão especial em alusão ao Outubro Rosa

    0

    A deputada estadual Daniella Ribeiro (PP), presidiu a sessão especial em alusão ao Outubro Rosa, na Assembleia Legislativa da Paraíba, na tarde desta terça-feira (21). Foram debatidas questões acerca do diagnóstico precoce e tratamento do câncer de mama que, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer, atingirá até o final deste ano 57.120 mulheres brasileiras. O objetivo da sessão foi divulgar as principais formas de rastreamento da doença e alertar as mulheres a buscarem os serviços de saúde para um diagnóstico precoce, que aumenta as chances de cura.

    Daniella Ribeiro, que é presidente a Comissão de Direitos da Mulher, destacou a importância da conscientização e da disseminação de informações acerca do câncer de mama como forma de evitar a perda das vidas de tantas mulheres. Segundo ela, as paraibanas devem buscar os seus direitos, tanto em relação ao acesso a serviços de saúde preventivos da neoplasia, como aquelas que estão enfrentando a doença. “O nosso papel como parlamentar é garantir que as paraibanas tenham acesso àquilo que lhes são de direito. Vamos continuar fiscalizando e exigindo o cumprimento das leis e o acesso aos serviços de saúde. Da mesma forma vamos continuar divulgando e alertando sobre a doença”, afirmou.

    A presidente regional da Sociedade Brasileira de Mastologia, Tarciane Campos Ramalho, ministrou a palestra “Câncer de Mama – cuidados e tratamentos”, no qual apresentou sobre os fatores de risco da doença e as principais formas de rastreamento. Conforme ela, a campanha de conscientização do câncer de mama é importante para diminuir a taxa de mortalidade que chega a 13 mil mortes por ano no País. “A nossa maior arma é o diagnóstico precoce. Alertamos as mulheres acima dos 40 anos fazerem, anualmente, a mamografia. O autoexame não é deve ser o único método, pois ao sentir algum nódulo é sinal de que o câncer está em estado avançado”, explanou.

    A mesa da sessão foi composta, também, pelo deputado estadual Jutay Meneses (PRB), pelo presidente da Fundação Napoleão Laureano e da Federação Brasileira das Academias de Medicina, Carneiro Arnaud; pela presidente da ONG Amigos do Peito, Fátima Lucena; pelo conselheiro Regional de Medicina da Paraíba, Edivaldo Trindade Medeiros da Silva; e pelo diretor da Divisão Médica da ALPB, Túlio Germano. A sessão foi de autoria do deputado estadual e presidente da ALPB, Ricardo Marcelo (PEN).

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]