Custo de vida em novembro aumentou 0,69% em relação a 2014 na Capital

    0

    O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da cidade de João Pessoa apresentou um acréscimo de 1,54% nos preços médios de produtos e serviços no mês de novembro, de acordo com o Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (Ideme). Com isso, o acumulado da taxa no ano ficou em 10,66% e nos últimos 12 meses em 11,67%. Esse resultado é bem superior ao apresentado no mesmo período do ano anterior, quando o estudo – mais conhecido como custo de vida – registrou um aumento de 0,85% em novembro/2014; 7,29% acumulados no ano e 8,33% nos últimos 12 meses.

    De acordo com o Ideme, dos sete grupos que compõem o custo de vida calculado na capital paraibana, cinco apresentaram acréscimos de preços médios: Alimentação (5,68%), Saúde e Cuidados Pessoais (3,47%), Transporte e Comunicação (2,13%), Serviços Pessoais (0,94%) e Habitação (0,81%).

    No grupo Alimentação, os maiores aumentos de preços médios ocorreram nos seguintes itens: hortaliças e verduras (20,52%), frutas (8,69%), tubérculos e raízes leguminosas (7,41%), óleos e gorduras (5,54%), alimentação fora do domicílio (5,38%), sal e condimentos (4,98%), açúcares e derivados (2,65%), carnes frescas e vísceras (2,63%), leite e derivados e pescado (2,06%).

    Considerando-se os aumentos individuais neste grupo, mereceu destaque as variações registradas em: tomate (35,11%), alface (26,19%), coentro (20,67%), limão (16,67%), repolho (15,25%), batata inglesa (14,94%), açúcar cristal (14,75%), cebola (14,43%), refeição fora (13,55%), cebolinha (12,77%), laranja pera (10,56%), açúcar refinado (10,27%), óleo de soja (10,21%), açúcar triturado (9,94%), couve folha (9,35%), cenoura (8,94%), carne moída (8,66%), uva branca (8,57%), banana (8,22%), arroz parbolizado (7,89%), arroz a granel (7,26%), chuchu (6,54%), inhame (6,11%), bananada (5,84%), arroz agulha (5,54%), carne de boi de segunda (3,52%) e carne de boi de primeira (2,04%).

    No grupo Saúde e Cuidados Pessoais, o Ideme identificou acréscimos de preços nos itens óculos e lentes (8,70%), higiene e cuidados pessoais (3,77%) e produtos farmacêuticos (3,42%). No Transporte e Comunicação, a alta foi pressionada pelos aumentos ocorridos nos preços do veículo próprio (2,32%). Já no grupo Serviços Pessoais, o aumento foi justificado pelos preços médios nos itens educação (1,82%) e serviços pessoais (1,19%). Enquanto que no grupo Habitação a elevação de preços médios ocorreu nos artigos de limpeza (1,49%), aluguel, condomínio e impostos (0,81%) e reparos (0,77%).

    Quedas – No mês de novembro em João Pessoa, apenas os grupos Artigos de Residência e Vestuário apresentaram quedas nos preços médios de serviços e produtos de 2,57% e 0,64%, respectivamente. Para conferir mais detalhes sobre a pesquisa realizada mensalmente pelo Ideme, acesse www.ideme.pb.gov.br.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here