CPI presidida por Hugo Motta contrata consultoria de R$ 1 milhão

    0

    O presidente da CPI da Petrobras, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), informou nesta quinta-feira (26) que a Câmara fechou contrato com a consultoria Kroll no valor aproximado de R$ 1,068 milhão (o preço original é de quase 226 mil libras esterlinas) para investigar e identificar recursos desviados da estatal que estejam em contas no exterior .

    De acordo com Motta, o contrato foi autorizado pela Direção-Geral da Câmara e já assinado nesta quinta. O requerimento que autorizou a contratação da Kroll foi aprovado pela CPI no dia 5 março.
    A assinatura do contrato foi feita sem licitação. Motta justificou a dispensa do procedimento pelo critério da “inexigibilidade”, por ser tratar de um serviço específico. Ao explicar o modelo de contratação, ele ressaltou que o critério adotado foi definido pela Diretoria-Geral da Câmara, responsável por cuidar de todos os contratos que envolvem a Casa.

    O peemedebista também informou que foram procuradas outras duas ou três empresas, mas, em todos os casos havia conflito de interesse.

    A Kroll foi alvo de investigação da Polícia Federal em 2004. O banqueiro Daniel Dantas foi acusado de contratar a empresa para espionar executivos da Telecom Itália. Na época, Dantas negou a contratação da empresa para a realização de interceptação telefônica de adversários empresariais e membros do governo. Ele foi absolvido pela Justiça da denúncia de formação de quadrilha.

    Parlamentares chegaram a levantar suspeitas sobre o trabalho da consultoria devido às denúncias, mas Motta rebateu as acusações. “A Kroll trabalhou para o Dantas, não estava investigando o estado brasileiro e não há nenhuma condenação contra a Kroll”, disse.

    Mais cedo, durante sessão da CPI, o deputado Ivan Valente (PSOL-SP) questionou Motta sobre a contratação da empresa pela comissão para ajudar na investigação. “Quais seriam as tarefas da Kroll, o custo do trabalho da consultoria e se houve consulta para alguma concorrência pública?”, indagou Valente. Motta respondeu que todo o processo de contratação da Kroll está sendo feito dentro das leis brasileiras.

    O plano de trabalho sobre as pessoas a serem investigadas ainda será definido pela comissão. Caso seja identificado algum recurso fora do país, a CPI enviará as informações para os órgãos de controle brasileiros.

    Do G1

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here