Couto diz que declarações de Walber Virgulino é ‘repudiante e imoral’

    1

    “É repudiante, é imoral, é insatisfatório e insensato”. Estes foram os termos pronunciados pelo deputado Luiz Couto (PT), da tribuna da Câmara Federal, para contestar a afirmação do secretário de Administração Penitenciária da Paraíba, Walber Virgolino, que no último dia 18 deu a seguinte declaração, ao comentar sobre as rebeliões em presídios do estado: “Não estou preso e não tenho parente preso. Não dói nada em mim conter uma rebelião. Se eles se matarem, são eles que estão morrendo”.

    Luiz Couto disse que o comentário é muito grave para quem se encontra à frente de uma pasta complexa que envolve detentos, familiares, funcionários do sistema, com ênfase aos agentes penitenciários não assistidos pelo estado, judiciário, defensores e ministério publico.

    Assinalou que essa é uma demonstração da falta de compromisso em não cumprir a responsabilidade constitucional de proteção à integridade das pessoas detidas.

    “Será que é isso que o governo paraibano quer na frente da pasta da administração penitenciária?”, indagou o parlamentar, destacando que “o maior problema do descaso prisional é sem duvida de quem transforma presídios em masmorras”.

    Por fim, Luiz Couto registrou a Nota de Repudio apresentada pelo Conselho Estadual de Direitos Humanos da Paraíba (CEDH-PB), que refuta as declarações de Walber Virgolino, com o pedido para que os veículos de comunicação da Câmara também dessem publicidade.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here