Condenado por assassinar Aryane Thaís se entrega à Justiça

0

Seis anos se passaram após a morte da jovem Aryane Thaís e às 17h dessa segunda-feira (13) o acusado pelo crime, o bacharel em Direito, Luiz Paes de Araújo Neto, teve sua prisão decretada e se entregou à Justiça, no presídio Sílvio Porto, no bairro de Mangabeira.

Luiz Paes Neto deverá cumprir 17 anos e seis meses de detenção em regime fechado pelo assassinato de Aryane Thaís, encontrada às margens da BR-230, no dia 15 de abril de 2010, sem a blusa e com o zíper da calça aberto. Com ela, um exame confirmando que a jovem estava grávida, e após a realização da pericia se confirmou que o filho era de Luiz Paes e que ele era suspeito pelo crime.

De acordo com o advogado dele, após seis anos Luiz Paes Neto deverá progredir para o regime semiaberto, caso cumpra as exigências da Justiça.

A condenação de Luiz Paes foi do Conselho de Sentença do 1º Tribunal de Júri de João Pessoa, em setembro de 2013. Durante cerca de três anos, o condenado recorreu da sentença nos tribunais paraibanos e em Brasília, mas teve todos os pedidos negados

A mãe da estudante assassinada, Hipernestre Carneiro, se disse aliviada com o desfecho do caso. “Foram seis anos de luta, de uma caminhada que se acaba agora. Graças a Deus, se fez Justiça, pois isso foi o que prometi a minha filha desde o dia em que ela se foi”, declarou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here