Deputados apontam compra de votos como fator decisivo de uma eleição

    0

    Não é de hoje que se fala em compra de votos, mas ultimamente, parlamentares e candidatos minoritários têm reclamado do alto custo de uma campanha. Os candidatos à reeleição na Assembleia Legislativa Anísio Maia (PT) e Monaci Marques (PPS) afirmam que lideranças, apoios políticos são perdidos por falta de dinheiro e que o ideal seria a preservação da ética na política paraibana. “Eu fui vitima das eleições de 2010, nas quais dormir eleito através da minha trajetória pública pautada com respeito ao cidadão e perdi apoio de três prefeitos e um ex-prefeito em razão a um determinado deputado ter comprado esse lideranças que votavam comigo. Repito: eu dormi eleito, e acordei sem o mandato. Eu conquisto votos com trabalho,decência e dignidade, e não comprando-os”, desabafou Monaci, que foi eleito em 2010 como primeiro suplente. 

    Já Anísio Maia afirma que dinheiro não é problema para a campanha dele. “Eu não tenho problema financeiro algum, absolutamente nenhum, por que minha campanha é bem baratinha eu não compro cabo eleitoral, não compro voto. A única coisa que eu gasto é uma monte de pano preto que eu distribuo em tudo que é canto, inclusive no jornal com prestação de contas do meu mandato. É só isso e até seria bom se fosse aprovado um financiamento público de campanha que eu ia ter um pouquinho mais de recurso, ao contrario de outros que iriam diminuir”, declarou o petista.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]