Comparando as Vilas (Parahyba e Plínio Lemos)

0

Enquanto a Vila Olímpica Parahyba, administrada pelo Governo do Estado, é sinônimo de referência para o esporte internacional, o mesmo não se pode dizer da Vila Olímpica Plínio Lemos, gerenciada pela Prefeitura Municipal de Campina Grande, que nem ao desporto local está tendo a menor contribuição. Acreditem amigos, pois nesta terça-feira (14), dentro das dependências do complexo localizado no bairro do José Pinheiro, um jovem de 20 anos foi vítima de uma tentativa de assassinato. E isso só vem a mostrar o quanto está diferente a administração das Vilas (Parahyba e Plínio Lemos).

Conversando com alguns colegas desportistas que viram a inauguração pelo então prefeito Veneziano, fiquei assustado porque, realmente é uma prova que lá na serra, não estão ligando para esse trabalho, que não se limita só ao esporte, como também contribui no lado social de pessoas de várias faixa etárias. “Eu acompanho o quanto a Vila Olímpica Parahyba, do Governo do Estado, se desenvolveu e continua movimentando cerca de 30 modalidades e aqui em Campina, a coisa é totalmente diferente, aqui no Zépa”, disse um morador do bairro.

O Plínio Lemos não só se resume a Vila Olímpica, mas também, se confunde com a verdadeira história no esporte de Campina Grande, pois  foi sede, durante décadas de partidas do Campinense Clube, quando o rubro-negro era sediado lá e revelou inúmeros craques. Agora, o complexo, que está abandonado, anda na simetria da Vila Olímpica Parahyba, totalmente recuperada e bem administrada.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here