Com vestiário interditado, árbitros trocam de roupa no chão do banheiro do Tomazão

0

O estádio Tomazão, pertencente à Prefeitura Municipal de João Pessoa, não parece mesmo que está a serviço do futebol profissional de João Pessoa e da Paraíba. No jogo desta quarta-feira (11) entre Internacional e Paraíba de Cajazeiras, válido pela segunda rodada do Campeonato Paraibano, os árbitros sequer tiveram o direito de usarem o vestiário, por estar interditado e foram obrigados a se contentar com um banheiro comum.

O árbitro central João Bosco Sátiro e seus assistentes tiveram de trocar de roupa, sentados no chão do banheiro disponibilizado e sem direito a banho porque não possuía chuveiros. E a reclamação por parte deles vai mais além, porque como não tinha local nas dependências internas da praça esportiva, durante o intervalo, tiveram de aguardar o início do segundo tempo, sentados em cadeiras de plástico por falta de local apropriado.

As insatisfações continuaram porque o preenchimento da súmula e do relatório, como de praxe é feito no vestiário, teve de ser realizado numa mesa às escuras e com o auxílio da iluminação do celular de um dos assistentes, também por falta de condições. João Bosco reclamou e alegou que “parecia que estava apitando em um campeonato amador e não profissional”.

Diferentemente do estádio Almeidão, administrado pelo Governo do Estado por meio da Sejel, que recebeu inúmeras melhorias ultimamente e está com um dos melhores gramados do Brasil, a Prefeitura de João Pessoa esqueceu o estádio da Graça e disponibiliza o Tomazão, que demonstrou inúmeras precariedades. Para resumir: o Almeidão está sendo a salvação do futebol da Capital.

Com vestiário interditado, árbitros trocam de roupa no chão do banheiro do Tomazão

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here