Com reservas, Campinense dá trabalho, mas é eliminado pelo Cruzeiro

0

Pela partida de volta da primeira rodada da Copa do Brasil de 2016, Cruzeiro e Campinense se enfrentaram no estádio Mineirão, em Belo Horizonte. Após empatar por 0 a 0 no Amigão, a Raposa mineira correu perigo, mas a vitória por 3 a 2 eliminou os paraibanos, que voltam as atenções agora para o campeonato estadual.

O time de Minas Gerais começou indo para cima, e saía sempre pelas laterais em busca dos cruzamentos para a área, mas a defesa da Raposa paraibana conseguia afastar o perigo nos primeiros minutos.

Mas a insistência do Cruzeiro deu certo, e aos 17 minutos os donos da casa abriram o placar. Na direita, Élber tocou por cobertura para Lucas, que chegou até a linha de fundo e cruzou para Allano, que subiu e cabeceou para as redes de Gledson.

Após sofrer o gol, o Campinense saiu mais para o jogo, quase sempre lançando bolas para Adalgíso Pitbull, que ficava no comando do ataque. E em uma dessas jogadas, o atacante encontrou Reginaldo Júnior, que apareceu livre na marca do pênalti, de frente para o goleiro Fábio, mas o camisa 11 não acertou o chute na bola, e desperdiçou grande chance.

A melhora do time paraibano deu resultado, e o empate saiu. Aos 39 minutos, Danilo avançou pela esquerda e tocou para Adalgíso Pitbull, que apareceu nas costas da defesa e tocou por cima na saída de Fábio, e empatou o jogo no Mineirão.

Segundo tempo

Pressionado por sua torcida, que vaiava e pedia raça, o Cruzeiro conseguiu um pouco de sossego no começo da segunda etapa. Aos 4 minutos, Renatinho fez falta na entrada da área. Na cobrança, Arrascaeta mandou no canto direito do goleiro raposeiro, que se esticou todo, mas não conseguiu evitar o segundo gol do time mineiro.

Com a vantagem, a Raposa mineira controlava a partida e evitava se expor. E em uma saída do Campinense, um contra-ataque rápido do time celeste foi puxado aos 29 minutos. A bola acabou com Willian, que saiu sozinho na frente de Gledson e finalizou com calma, no canto direito do arqueiro, para ampliar o placar para 3 a 1.

No fim do jogo, quando o resultado parecia definido, a Raposa paraibana reabriu o jogo. Aos 41, Adalgíso Pitbull recebeu na área e chutou cruzado, com força, de perna esquerda, venceu Fábio e diminuiu para o Campinense.

Aos 46, um lance sensacional coroou o fim do jogo. Gledson subiu até a área do Cruzeiro para tentar marcar o gol de empate. Porém, a defesa celeste afastou e o time mineiro saiu no contra-ataque. O próprio arqueiro do Campinense deu um carrinho violento em Willian e foi expulso. O atacante Reginaldo Júnior acabou a partida no gol do rubro-negro paraibano.

O resultado de 3 a 2 deu a classificação para o Cruzeiro.

O Campinense volta a campo no domingo (08), pelo Campeonato Paraibano. Pelas semifinais, a Raposa vai enfrentar o CSP, às 19h, no Amigão, pela partida de ida. As informações são do Voz da Torcida.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here