A Força do Trabalho repudia ação criminosa na Internet e recorre ao MP e PF

    0

    A Coligação A Força do Trabalho, emitiu na noite desta terça-feira (23), nota em que repudia postagens na Internet de conteúdo criminoso, depreciativo e calunioso contra pessoas ligadas ao governador Ricardo Coutinho, com o objetivo de denegrir a imagem do governador e candidato à reeleição. A assessoria jurídica da coligação adotará as medidas cabíveis junto ao Ministério Público e à Polícia Federal para identificar os autores anônimos. Veja a nota na íntegra.

    NOTA

    A coligação A Força do Trabalho, encabeçada pelo Partido Socialista Brasileiro, informa que, por meio de sua assessoria jurídica, adotará as medidas cabíveis junto ao Ministério Público e a Polícia Federal no sentido de buscar identificar os autores anônimos do conteúdo irresponsável, calunioso e depreciativo, postado contra pessoas ligadas ao governador Ricardo Coutinho, com o objetivo criminoso de tentar denegrir a imagem do chefe do Poder Executivo da Paraíba e candidato à reeleição, em pleno período de reta final da campanha eleitoral.

    Paralelo a tais medidas, o jurídico da coligação ingressará com as devidas representações judiciais contra aqueles que, com notória má-fé e interesses eleitorais escusos, se prestarem a difundir essa informação caluniosa.

    De maneira sórdida e anônima, o autor do crime fez circular emails e criou um link na Internet contendo uma história fantasiosa envolvendo, irresponsavelmente, integrantes do governo e o irmão do governador. A fórmula é a mesma adotada em outras campanhas eleitorais: se aposta na impunidade e escolhe-se covardemente o anonimato, disfarce próprio de quem rasteja no subterrâneo da política, para disseminar de forma irresponsável, servindo aos interesses daqueles que se beneficiam com isso, as mais absurdas calúnias no caviloso desejo de abalar a imagem do governador Ricardo Coutinho.

    A Coligação A Força do Trabalho pedirá que a Polícia Federal conduza urgentemente uma busca e identifique de onde partiu o email, que circulou para diversos endereços sob a assinatura [email protected], e quem confeccionou a página na Internet, responsabilizando criminalmente o autor do material apócrifo e mentiroso, assim que ele for identificado, e descobrindo a quais interesses ele serve. Simultaneamente, provocará ainda a Justiça Eleitoral para que tome as devidas providências em nome das garantias conferidas aos candidatos.

    O fato mencionado pelo material nunca prosperou junto às autoridades competentes e foi considerado uma verdadeira trama política, tendo sido devidamente arquivado à época, após o próprio governador Ricardo Coutinho formular a denúncia ao Ministério Público do Estado, dizendo-se alvo de uma armação com objetivo de forçá-lo a tomar decisões administrativas que considerava inapropriadas ao momento.

    A Coligação A Força do Trabalho lamenta que a campanha tenha chegado a um nível tão abaixo da terra e renova sua crença na Justiça, nas autoridades policiais e, principalmente, no discernimento do paraibano, que nunca se deixou ser usado nas campanhas como espectador passivo de um grande circo de horrores patrocinado pelos que desejam o retrocesso da Paraíba.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]