Cientista político critica ida de senadores de oposição à Venezuela; Cássio integra caravana

    1

    Uma comitiva de senadores liderados pelo ex-candidato a presidência da república e presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves foram nesta quinta-feira (18) para Venezuela com a justificativa de visitar presos políticos pelo regime do presidente Nicolás Maduro. Para o cientista político da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Michel Zaidan, a viagem é apenas uma estratégia da oposição para fragilizar a imagem da presidente Dilma Rousseff no país.

    O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) também foi para o país vizinho. Além dele, também viajaram à Venezuela o presidente da Comissão de Relações Internacionais, Aloysio Nunes (PSDB-SP), além dos senadores José Agripino (DEM-RN), Ronaldo Caiado (DEM-GO), Ricardo Ferraço (PMDB-ES), José Medeiros (PPS-MT) e Sérgio Petecão (PSD-AC), segundo informações da assessoria do PSDB.

    “A viagem deste grupo tem outras motivações. Eles querem desgastar a imagem da presidente Dilma. Aécio não se cansa de criar situações para acabar com a imagem dela, só que isso não vai prosperar”, afirmou o cientista político.

    Michel explicou que o Governo Brasileiro não pode intervir na política de outro país e destacou que é preciso respeitar a autonomia e soberania de cada governo. “Nenhum governo interfere no governo do outro. Essa visita é totalmente extra-oficial, é algo partidário e não do governo, nem do povo brasileiro”, disse.

    Na chegada, os senadores foram impedidos de entrar no país vizinho, e disseram que tiveram o ônibus que os levaria do avião até o terminal aeroportuário de Caracas apedrejado por simpatizantes de Nicolás Maduro. “Estamos em Caracas, sitiados em uma via pública. Nossa van foi atacada por manifestantes. Estamos aqui para defender a democracia e até agora o governo venezuelano tem demonstrado pouco apreço por ela”, disse o senador Aécio Neves, em uma rede social.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here