Cássio tem mais servidores em seu gabinete do que Maranhão e Lira juntos

São 61 pessoas no gabinete do Tucano, enquanto os peemedebistas juntos somam 59

0

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) tem 61 servidores lotados em seu gabinete e esse número supera a soma das pessoas que trabalham nos gabinetes dos também senadores José Maranhão (PMDB) e Raimundo Lira (PMDB).

Segundo dados extraídos do site do Senado Federal, o tucano tem 25 pessoas que trabalham no próprio gabinete e outras 36 pessoas que atuam no escritório de apoio. Do montante, 56 são comissionados, 4 terceirizados e apenas um efetivo. Esse número do parlamentar é maior do que a soma dos outros dois senadores pela Paraíba.

Cássio tem mais servidores em seu gabinete do que Maranhão e Lira juntos

 

 

 

 

 

 

Maranhão

O levantamento mostra ainda que o senador José Maranhão (PMDB) tem 32 servidores à disposição do seu mandato, sendo que 13 atuam no gabinete e 19 no escritório de apoio. Na total, o peemedebista utiliza 25 comissionados, 4 terceirizados e três efetivos.

Cássio tem mais servidores em seu gabinete do que Maranhão e Lira juntos

 

 

 

 

 

 

Lira

Já o senador Raimundo Lira soma 27 pessoas trabalhando no seu mandato, sendo que 15 são lotadas no seu gabinete e 12 no escritório de apoio. Ao todo, 24 comissionados, 2 terceirizados e um voluntário realizam o trabalho parlamentar para o também peemedebista.

Cássio tem mais servidores em seu gabinete do que Maranhão e Lira juntos

 

 

 

 

 

 

Ex-prefeito

O Paraíba Já divulgou hoje também que o ex-prefeito de Cuité, Osvaldo Venâncio, mais conhecido como Bado Venâncio, está exercendo a função de assistente parlamentar intermediário do gabinete do senador tucano, ganhando mais de R$ 12 mil.

Atualmente filiado ao PSDB, Bado Venâncio, tem processos na Justiça Federal, por malversação de dinheiro público e, em um desses processos, foi condenado à prisão por lesar o erário.

Anteriormente, Bado não era tão admirador do trabalho de Cássio. Na gestão da sua esposa na prefeitura de Cuité, o codinome do ‘trovador’, na época governador do Estado, era’ governador tatu’, o apelido veio após um serviço de esgotamento sanitário na cidade ter ficado apenas na escavação de ruas.

Os rumores é que Cássio vem distribuindo cargos comissionados no Senado Federal, com agentes políticos de diversas regiões do Estado, para obter apoio quando seu nome for indicado para ser candidato a governador nas eleições de 2018, enquanto isso Romero Rodrigues, tucanos e Luciano Cartaxo (PSD), aliado dos tucanos, também estão trabalhando para disputar o pleito.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here