Cartaxo manda ofício para Galdino pedindo que repense mudança da sede da ALPB

0

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, enviou ofício ao presidente da Assembleia, deputado Adriano Galdino, formalizando sua posição contrária à transferência da sede do Poder Legislativo estadual do Centro Histórico para a Avenida Epitácio Pessoa, com ponderações para que o projeto seja revisto. O apelo é extensivo a todos os deputados.

No documento, o prefeito da Capital argumenta que a iniciativa da Mesa da Assembleia “vai em direção contrária ao esforço que nos últimos anos está sendo desenvolvido no sentido de se adotar políticas de revitalização/requalificação do Centro Histórico”.

 Identidade cultural e social – Alega que a Casa do Parlamento paraibano sempre se fez presente na área considerada pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep) como patrimônio histórico da Capital, tendo ocupado vários prédios, e se estabelecido na praça João Pessoa desde 1973, mesmo espaço já ocupado pelo Executivo e pelo Judiciário, encontro que caracterizou o local como “Praça dos Três Poderes” e que, além de configurar expressiva identidade cultural e social, reflete na vida econômica da cidade.

Noutro trecho do documento, o prefeito Luciano Cartaxo lembra que em vários países e diversas Capitais brasileiras a sede do Parlamento está sempre situada em espaços históricos, ganhando identidade visual significativa nos cartões postais, o que é o caso da Assembleia Legislativa da Paraíba.

Autenticidade do local – Luciano Cartaxo defende que é preciso se manter a autenticidade da Praça João Pessoa ou Praça dos Três Poderes de forma a estabelecer ação integrada entre os poderes público e privado, com participação da população, objetivando, além de manter as funções atuais, se busque definir novos usos para o referido espaço público, compatíveis com o seu contexto social e histórico.

Abalo ao Centro Histórico – Em seu documento, o prefeito Luciano Cartaxo sustenta que “o projeto de recuperação do Centro Histórico sofrerá forte abalo com a ausência do Poder Legislativo, no momento em que mais faz necessária a sua inclusão no processo de reinserção na dinâmica da cidade”.

“A Assembleia Legislativa da Paraíba na Praça João Pessoa se constitui em elemento de vital importância no estímulo a promover a revitalização de nosso sítio histórico, fortalecendo o seu potencial turístico”, registra o ofício do prefeito ao presidente da Assembleia.

Obras de revitalização – O prefeito lembra as obras de revitalização que a gestão municipal tem executado no Centro Histórico, a exemplo da Casa da Pólvora, Hotel Globo, as Praças da Independência, João Pessoa, 1817 e Galeria Augusto dos Anjos e Parque da Lagoa, entre outras, além de ter iniciado a reforma do Conventinho, que sediará a Biblioteca Municipal e a Escola de Artes, e proximamente a restauração do prédio da Alfândega, onde se instalará o Museu Colônia.

O ofício que registra a posição do prefeito Luciano Cartaxo contra a transferência da Assembleia lembra ainda que o Centro Histórico deverá ser beneficiado com o impacto de obras do PAC Cidades Históricas no Porto do Capim, o que dará novo impulso a toda área antiga da cidade, sendo, pois, incompreensível a decisão de retirar o Legislativo do local.

 Transtornos ao trânsito – Além de todos esses argumentos, o prefeito Luciano Cartaxo adverte que, conforme estudos técnicos, a presença da Assembleia na Avenida Epitácio Pessoa causará graves transtornos ao trânsito.

Por fim, o prefeito apela para que o projeto de transferência seja revisto e coloca técnicos da Prefeitura à disposição do Legislativo estadual para encontrar soluções adequadas para seu pleno funcionamento no Centro Histórico da Cidade.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here