Cartaxo diz que é impossível cumprir promessas em uma cidade como JP

0

Na tarde desta terça-feira (07), o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) concedeu entrevista ao programa Rádio Verdade, da Arapuan FM, e explicou os  motivos que o Hospital da Mulher não saiu do papel. Para isso, ele ‘alfinetou’ a imprensa que não faz esse mesmo de questionamento ao governador Ricardo Coutinho (PSB), sobre a promessa de transformar a Maternidade Frei Damião em um Hospital da Mulher.

Cartaxo alegou que mesmo se for reeleito não poderá realizar todas as necessidades da cidade, nem cumprir todas as suas promessas, afirmando que a cidade é grande e sempre terá alguma deficiência.

“Quando digo que tem muito que se fazer, é porque sempre terá o que fazer. E não será com quatro ou oito anos de mandato que conseguirá resolver tudo. Não há como resolver de uma maneira definitiva todas as pendências de uma cidade como João Pessoa”, alegou.

Diante as cobranças sobre a entrega do Hospital da Mulher em João Pessoa, Cartaxo acusou o governador de prometer o mesmo e não cumprir também, justificando que devido a falta e/ou diminuição de arrecadação pode ser o motivo da não entrega da unidade para a população.

“O governador também prometeu a mesma coisa, em transformar a maternidade Frei Damião em Hospital da Mulher, e eu não vejo essa cobrança por parte do governador. E por que ele não fez? Talvez pelo mesmo motivo que não pude fazer ainda, que é recursos por parte do governo federal diante esta crise, que estamos vivenciando. Não só para construir, como para manter o hospital funcionando. Isto é uma realidade que vários gestores do país estão enfrentando, em função dessa escassez de recursos”, afirmou.

Para Cartaxo, mesmo diante da crise econômica no país, sua administração vem entregando obras e serviços à população, demonstrando assim equilíbrio na administração pública. Ele ainda destacou que se não obtém recursos suficientes para entregar algo prometido, realiza algo que não foi promessa de campanha.

“Eu fiz planejamento e estou cumprindo muito do que foi planejado, e ainda to entregando muito do que não nos comprometemos também. Por exemplo, a calçada da orla não está em nosso plano de governo, mas vamos entregar. A praça da independência também, como uma série de outras obras. Teve certas coisas que colocamos em nosso plano de governo, mas devido queda de arrecadação, não podemos entregar, porque estamos administrando diante um cenário de recessão, é lógico que temos que adequar. Estamos trabalhando muito e entregando obras semanalmente na cidade, sem nenhuma frustração”, finalizou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here