Campinense confirma boa fase e se despede do Paraibano com vitória sobre maior rival

    0

    Já campeão, o Campinense entrou em campo na noite deste sábado (13) pela última rodada do quadrangular final do Paraibano 2015 para enfrentar seu maior rival, o Treze, que buscava o vice-campeonato para se garantir na Copa do Brasil e Copa do Nordeste de 2016.

    Quem pensava que a Raposa iria entrar “de ressaca” em campo se enganou. Com um gol aos 40 segundos de jogo e outro aos 31 do primeiro tempo, o rubro negro construiu a vitória por 2 a 0 no estádio Amigão.

    A bola mal rolou e o Campinense começou avassalador. Em ataque pela esquerda, Felipe Alves invadiu a área e chutou cruzado, a bola bateu na defesa e no segunda trave, Reginaldo Júnior apareceu para empurrar a bola para o fundo do gol trezeano para abrir o placar no Amigão.

    Com a vantagem logo cedo, a Raposa ficou a vontade para utilizar-se de seu esquema de jogo preferido, que é ficar fechado na defesa para sair no contra ataque. O Galo tinha mais posse de bola, mas quase sempre no campo de defesa, e não conseguia criar. O meio-campo tinha pouca criatividade, e Nonato e Marcelo Maciel mal apareciam na partida.

    Sem ser pressionado, o Campinense se aproveitou da fragilidade do rival para fazer o segundo gol em um contra ataque letal, como não podia deixar de ser. Aos 31 minutos, Luiz Fernando lançou Felipe Alves na esquerda, ele recebeu em velocidade e puxou para o meio, onde encontrou o próprio Luiz Fernando, que limpou a defesa e bateu de esquerda no canto direito de Léo Rodrigues, que não conseguiu evitar o segundo gol da Raposa na partida.

    No segundo tempo Everton Goiano decidiu colocar o Treze para frente quando tirou de campo o lateral direito Alexandre Bindé para colocar o atacante Preto. Mas a mudança não surtiu efeito, pois o meio campo não conseguia municiar seus homens de frente.

    Francisco Diá também resolveu mexer e mudou algumas peças no Campinense para manter o fôlego do time, que mantinha a postura de esperar o adversário para poder sair nos contra ataques.

    Sem oportunidades de gol, a maior movimentação na segunda etapa foi quando o clima esquentou entre os jogadores. Após falta, Caio, do Treze, e Neto, do Campinense, se estranharam e acabaram expulsos. No minuto seguinte Edimar, do Galo, fez falta dura em Renatinho, recebeu o segundo amarelo, e também foi para o chuveiro mais cedo. Logo depois, Renatinho também recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

    Com a vitória, o Campinense fecha o campeonato com o título e 13 pontos marcados no quadrangular final. Já o Treze fica com 6 pontos na terceira colocação. As informações são do blog Voz da Torcida.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here