Cães adestrados treinam para localizar celulares em presídio na Paraíba

    0

    Cinco dos 14 novos cães que chegaram à Companhia de Policiamento com Cães da Paraíba estão sendo submetidos a um treinamento especial, cujo objetivo é localizar celulares em presídios e criminosos fugitivos em matas. Em 2014, os animais adestrados da Companhia chegaram a realizar mais de 400 ações policiais, sendo dez em missões do Exército Brasileiro.

    O comandante da Companhia de Policiamento com Cães, capitão Deuslânio Menezes, informou que o Governo do Estado praticamente dobrou o número de animais no canil, possibilitando a inovação na segurança pública da Paraíba. “Temos, atualmente, 30 cães e 14 foram adquiridos só no ano passado. Três deles, da raça pastor belga, estão sendo adestrados para localizar celulares em presídios. E outros dois pastores serão especializados em encontrar criminosos escondidos em mata. Quando completarem um ano e meio de idade estarão prontos para essa inovação no combate”, afirmou.

    De acordo com o capitão, o objetivo do trabalho desenvolvido pelo Canil da PM é complementar as ações de segurança pública. “Com o aumento da criminalidade e especialização dos criminosos, os profissionais da segurança pública têm que trabalhar com ferramentas que facilitem as ações policiais. E os cães fazem justamente isso”, destacou.

    O comandante ressalta que um cão policial adestrado tem uma eficiência superior ao homem em determinados tipos de ação. “Com relação aos cães, nós utilizamos nas ações as 350 células olfativas que eles têm a mais do que o homem. Esses animais conseguem localizar um objeto dentro de um tempo 30 vezes mais rápido do que um homem poderia fazer”, comparou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here