Cabedelo: Sessão especial na Câmara termina com confusão e bate-boca

    0

    O deputado estadual Anísio Maia (PT) e o prefeito de Cabedelo Leto Viana (PRP) se desentenderam na noite da última quinta-feira (27), em uma sessão especial proposta pelo vereador Eudes Santos (Pros), para tratar dos direitos dos servidores públicos municipais.

    A tribuna da Casa foi utilizada por vereadores, um auditor do Tribunal de Contas do estado, o deputado e o prefeito. Na oportunidade, Anísio Maia trouxe para o debate a contratação de 100 assessores especiais do prefeito. Segundo o parlamentar, a prefeitura paga R$ 10 mil a 40 assessores e R$ 5 mil aos 60 restantes.

    A confusão teria começado quando o prefeito iniciou sua fala na Câmara para explicar a situação administrativa da cidade e o deputado Anísio Maia (PT), que era convidado, irritou o gestor com questionamentos. O prefeito chegou a mantar o deputado se calar.

    A população invadiu o plenário, e com o bate-boca, os guarda-municipais foram chamados para conter a confusão. O presidente da Casa, Lucas Santino, terminou por encerrar a sessão.

    Nesta sexta-feira (28), a prefeitura de Cabedelo encaminhou nota negando que Leto Viana (PRP), tivesse agredido parlamentares em sessão realizada na noite de ontem, quinta-feira (27), seja verbalmente, seja fisicamente. Na nota, a assessoria explica que o prefeito foi impedido de falar por um movimento orquestrado pelos parlamentares.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here