Brasil devolve derrota sofrida em JP, bate a Argentina e avança no Pan de Toronto

    0

    Jogando um vôlei muito superior ao apresentado na segunda partida, quando perdeu para Cuba, a Seleção Brasileira fez 3 a 0 num confronto que se anunciava complicado contra a Argentina. As parciais fora m29/27, 25/21 e 25/22. Com o placar a equipe chegou aos 12 pontos e carimbou a classificação para as semifinais dos Jogos Pan-Americanos de Toronto.

    A vitória desta terça-feira (21) serviu ainda para o time brasileiro devolver a derrota 3 a 0 sofrida para a Argentina em João Pessoa, no último dia 11, quando as duas seleções fizeram o último amistoso antes do Pan de Toronto.
    No jogo desta terça, a novidade da Seleção estava no banco de reservas. Assistente de Bernardinho e treinador durante a suspensão imposta pela Fiba ao técnico principal, Rubinho comandou o time na Liga Mundial. Ele chegou a Toronto na segunda partida, quando o time foi batido por Cuba por 3 a 2, mas ficou como auxiliar. Com a novidade no banco de reservas o time conseguiu garantir a vaga para as semifinais.

    Rubinho já tem histórico como treinador da Seleção. Foi campeão do Pan de Guadajara em 2011 e do Mundial sub-23. No banco ele caminhava de um lado para outro impaciente, mas diferente de Bernardinho, não é adepto das broncas. A participação dele estava combinada e nos dois primeiros jogos o Brasil foi dirigido por Mauricio Morra Paes, outro assistente técnico da Seleção.

    O jogo
    O primeiro set foi bastante parelho e teve o argentino Gonzalez como destaque anotando 10 pontos. O Brasil se destacou pela qualidade no passe, tanto nos saques viagem quanto no flutuante. O levantador Murilo soube trabalhar bem as jogadas e sempre explorou o adversário mais baixo na rede. O equilíbrio entre as equipes foi quebrado pela estrela de João Rafael que entrou para sacar e meteu um ace que deu números finais a parcial em 36 minutos.
    O segundo set começou na mesma toada, mas os argentinos não conseguiram manter o ritmo e o Brasil abriu vantagem de 12 a 9 e administrou a vantagem até fechar. Gonzalez continuou eficiente no ataque, mas a Seleção jogou em nível acima sem dar margens para uma reação. Com o passe na mão o levantador pôde escolher como distribuir as bolas e não deu chance para os bloqueadores rivais.

    No set final a Argentina conseguiu abrir uma pequena vantagem no princípio da parcial e chegou a fazer 19 a 16. Mas os adversários cometeram erros e o Brasil marcou cinco pontos seguidos. Desta maneira caminhou para selar a vitória e garantir a primeira posição. Os rivais nas semifinais não são conhecidos e vai depender da rodada final do grupo B.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here