Botafogo-PB vacila no fim e só empata com o River no Almeidão

0

Em mais uma “decisão”, o Botafogo-PB enfrentou o River pelo Grupo D da Copa do Nordeste de 2016 precisando vencer para seguir sonhando com a vaga nas quartas de finais da competição. Com gol de Muller, de pênalti, aos 46 do primeiro tempo o Belo abriu o placar, mas aos 42 do segundo tempo o zagueiro Rafael Araújo empatou o jogo e jogou um balde de água fria nas ambições do time pessoense.

Itamar Schulle, treinador botafoguense, escalou o time novamente no 3-5-2, e a novidade ficou por conta da presença de Pedro Castro na armação das jogadas, ocupando a vaga que vinha sendo ocupada por Janeudo.

Já no primeiro minuto de jogo o Belo mostrou que veio decidido a vencer. Jefferson Recife chutou de fora da área e assustou o arqueiro piauiense. Dois minutos mais tarde o atacante Carlinhos apertou a saída de jogo do River, roubou a bola e avançou em velocidade. Muller dava opção no meio, livre, mas o camisa 7 preferiu chutar, mas Naylson fez boa defesa e mandou a bola para escanteio.

Enquanto o Galo Carijó só se defendia, o Botafogo-PB tinha mais posse de bola e controlava o jogo, mas tinha dificuldades de chegar novamente à meta adversária já que seus laterais e seu homem de criação sumiram na partida, e a bola esticada virou a única opção, como vem sendo frequente na temporada.

Mas em uma dessas bolas alçadas na área, a pelota bateu na mão do defensor do River e o árbitro marcou pênalti aos 46 minutos. Na cobrança, Muller bateu firme no canto direito de Naylson, que foi para o outro lado, e o Belo abriu o placar do jogo.

Segundo tempo

Após o intervalo só deu River. O Botafogo-PB abdicou do jogo para administrar a vantagem, e Michel Alves virou o grande personagem da partida.

Aos 14 minutos a bola foi cruzada na área e o lateral esquerdo Jadson cabeceou no canto esquerdo do arqueiro botafoguense, que se esticou todo para salvar o Belo pela primeira vez. Aos 25 minutos, o goleiro apareceu mais uma vez após cobrança de escanteio. Depois de um bate-rebate na área, a bola sobrou para Rogério, que chutou de bico, mas em uma defesa de puro reflexo o camisa 1 evitou o empate.

O River chegou mais uma vez com perigo aos 32 minutos, quando Esquerdinha chutou da marca do pênalti, a bola bateu na trave, nas costas de Michel Alves e foi pela linha de fundo.

Sem reagir, o Botafogo-PB acabou castigado. Aos 42 do segundo tempo a defesa bateu cabeça, e o zagueiro Rafael Araújo, do River, tabelou com André Beleza e apareceu livre na cara do gol. Com a frieza de um centro-avante, ele tocou de bico no canto esquerdo na saída do goleiro e empatou o jogo.

Com o resultado, o Botafogo-PB segue na lanterna do Grupo D com 5 pontos, um a menos que o River, terceiro colocado. Sport e Fortaleza tem 8 e 7 pontos, respectivamente. Sem depender apenas de si para avançar na Copa do Nordeste, o Belo volta a campo no dia 23, quando enfrentará o Sport na Ilha do Retiro.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here