Botafogo-PB recebe o Fortaleza buscando reabilitação na Série C

O time ligou o sinal vermelho na competição

0

Na sexta-feira (21), o Botafogo-PB recebe o Fortaleza, às 21h, no estádio Almeidão, em João Pessoa, pela décima primeira rodada do Grupo A da Série C, buscando a recuperação depois de sofrer três derrotas consecutivas, para ASA-AL, Sampaio Corrêa-MA e Cuiabá-MT, respectivamente.

O Belo segue no G4, na quarta posição, mas está apenas três pontos acima da zona de rebaixamento, que tem o ASA-AL, com 11 pontos, na nona colocação. A distância para o líder CSA-AL, por exemplo, é maior, de cinco pontos.

O meia Marcinho lamentou a sequência negativa pela qual o time vem passando. O jogador falou sobre a importância do próximo jogo para a retomada da confiança do elenco e para voltar a ter tranquilidade na competição.

– Temos que ligar o sinal de alerta. Não temos mais gordura para queimar, e agora precisamos vencer o Fortaleza para nos manter na ponta da tabela – explicou Marcinho.

Cleyton também ressaltou o caráter decisivo do confronto direto com o Fortaleza, terceiro colocado, que soma 15 pontos, um a mais que o Belo.

– Agora encostamos mais nos times de baixo. É um campeonato equilibrado. Estamos no bolo, mas estamos na parte de cima. Estamos entre os quatro, então temos que saber da importância do resultado do jogo contra o Fortaleza, que será uma final – destacou o camisa 22 botafoguense.

Alvo de críticas pelas falhas nos últimos jogos, o goleiro Michel Alves foi assunto na coletiva para todos que deram entrevista no clube na última terça-feira (18). Os meio campistas Marcinho e Cleyton, além do treinador Itamar Schulle, saíram em defesa do arqueiro.

Para o camisa 10 do Belo, na partida contra o Cuiabá, quando cometeu o pênalti que resultou no gol da derrota botafoguense, Michel não cometeu erro. Além disso, fez questão de destacar a liderança exercida pelo jogador dentro do elenco.

– Michel Alves é nosso líder. Na minha opinião ele não falhou, mas quando um falha, falha todo mundo. Quando perde, perdem todos. Aqui é um só. Não vamos apontar o dedo para ninguém porque estamos juntos neste campeonato – disse Marcinho.

O também meio campista Cleyton, peça muito importante nas últimas partidas, foi outro a absolver Michel Alves das críticas. Para o camisa 22, o lance do pênalti contra o Cuiabá não pode ser considerado falha por considerar que não houve falta no lance, e que o adversário se jogou.

– Ele é um jogador muito importante do nosso grupo. Não teve falha no pênalti, pois não houve falta. Ele tem toda confiança do grupo, é um jogador experiente e sabe absorver as críticas – argumentou Cleyton.

Defesa

Por fim, o treinador Itamar Schulle também saiu em defesa de seu camisa 1. Apesar de admitir discretamente algumas falhas, ele fez questão de explicar alguns lances para mostrar que não houve só erro de Michel Alves, e sim de todo sistema defensivo. Alegando que não existe caça às bruxas, o comandante garantiu que não pode e não irá responsabilizar individualmente um jogador em jogadas que resultam em gols.

– Você não pode justificar um erro contra o outro. No jogo contra o Fortaleza, a bola era do Michel? Certo. Mas dentro da área tinha um jogador nosso determinado para marcar o atleta do Fortaleza que fez o gol, mas ninguém fala, só falaram do Michel Alves. Não é um erro de jogador que determina. No jogo contra o Remo, a bola era do Michel Alves. Mas quem estava marcando aquele jogador que cabeceou? A bola na pequena área pode ser do goleiro, mas pode ser do zagueiro também. Teve uma casquinha no primeiro pau, e o jogador chegou livre no segundo. Se entra outro goleiro, outro jogador, e não marca, não muda nada. Cada um sabe quem marca quem, quem marca individualmente, quem marca por setor. Tudo isso a comissão passa para os atletas. O erro de uma pessoa não justifica o erro de outra – concluiu o treinador.

O Belo segue a preparação para enfrentar o Fortaleza. A diretoria está realizando uma promoção de ingressos para a partida buscando o apoio do seu torcedor nesse momento ruim. Na arquibancada sol, a entrada será gratuita. Na sombra, R$ 20 é o valor inteiro do ingresso, e nas cadeiras, R$ 40.

Do Voz da Torcida

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here