Barrado em coletiva de Cartaxo, jornalista desabafa: “me senti violentado”

0

O jornalista Judivan Gomes revelou nesta terça-feira (23) que se sentiu violentado após ser barrado pelo secretário de Comunicação Josival Pereira, a pedido do prefeito Luciano Cartaxo (PSD).

Barrado em coletiva de Cartaxo, jornalista desabafa: "me senti violentado"“O que aconteceu é de uma gravidade tremenda. Ser impedido de participar de um evento que outros jornalistas participaram. Só a Tabajara que não pode. Me senti violentado”, disse o jornalista

Judivan ainda disse que é preciso que os órgãos competentes façam alguma coisa. “Eu fui violentado, a categoria foi violentada. Logo o agente público que diz que faz uma gestão do diálogo faz isso com quem leva informação para a população”, lamentou.

O secretário de Comunicação da Prefeitura de João Pessoa, Josival Pereira, barrou o jornalista Judivan Gomes de participar de uma entrevista coletiva com o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) nesta terça-feira (23). A conversa dos dois foi registrada em áudio e foi ao ar em um programa da Rádio Tabajara e rapidamente a informação se espalhou por toda as redes sociais e programas das demais emissoras.

Rádio Tabajara rebate PMJP

“O prefeito Luciano Cartaxo (PSD) cerceou o direito de imprensa de um jornalista. Nós, da rádio Tabajara, lamentamos o fato e reiteramos que nossa produção sofre, ninguém da Prefeitura nos dá entrevista e Cartaxo nunca veio aqui apesar dos inúmeros convites”. Essa foi a afirmação da superintendente da Rádio Tabajara, Duda Santos, que participou de um programa de rádio da Capital para falar sobre o caso.

 

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here