Baralho socialista: Conheça as ‘cartas’ do PSB em caso de candidatura própria na Capital

    0

    Apesar do jogo eleitoral de 2016 estar apenas no aquecimento, as cartas do baralho do Partido Socialista Brasileiro (PSB) em João Pessoa já são mais que conhecidas. Ainda que o partido não tenha definido se terá candidatura própria a prefeito da capital paraibana ou se manterá a aliança forjada com o atual prefeito, Luciano Cartaxo (PT), o partido tem quatro nomes definidos, caso deseja partir para um voo solo.

    Neste cartado, o nome com mais força é certamente o do secretário estadual de Recurso Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia, João Azevedo (PSB). Mesmo sem ter nenhuma experiência em política eleitoral, João é um dos secretário de confiança do governador Ricardo Coutinho (PSB) desde sua primeiro gestão como prefeito de João Pessoa, em 2005.

    Desde então, assumiu cargos importantes na gestão e hoje comanda uma das pastas com mais atribuições dentro do Governo do Estado, e este perfil técnico é seu trunfo, já que Ricardo gosta de lançar candidatos da mesma linha, como ao escolher o ex-prefeito Luciano Agra para ser seu vice em 2008 e a deputada Estela Bezerra para ser a candidata do PSB a prefeita de João Pessoa em 2012. Neste sentido, Azevedo é o ‘ás’ deste baralho.

    Seguindo na mesma lógica da formação de quadros técnicos para, em seguida, partir para o jogo político, o nome do secretário estadual de Juventude, Esporte e Lazer, Tibério Limeira (PSB) ganhar cada vez mais força dentro do grupo socialista. Jovem e com um perfil progressista, Tibério atuou na Prefeitura de João Pessoa como coordenador, gerente e então secretário do Orçamento Democrático, um dos eixos mais queridos por Ricardo Coutinho na gestão municipal.

    Atuando no núcleo político das duas campanhas a governador de Ricardo, Tibério firmou-se como um dos principais nomes do ‘núcleo duro’ entre os ‘girassóis’, e seu nome passou a ser citado com frequência como um possível candidato a prefeito ou até mesmo como vice-prefeito, em caso da construção de uma aliança com outro partido. Por enquanto, ele nega a candidatura, apesar de se dizer preparado para ela, e tem focado na construção de uma candidatura a vereador na capital paraibana. Tibério é o ‘rei’ no baralho socialista.

    Mesmo com mais potencial eleitoral que os dois nomes anteriores, a deputada estadual Estela Bezerra (PSB) aparece como opção importante, mas não prioritária. Assim como João, Estela está na gestão de Ricardo desde sua primeira passagem pela prefeitura, atuando como coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres, secretária de Transparência e de Planejamento. A experiência técnica, já citada como predileção de Coutinho, e um racha dentro do PSB levou a socialista, até então sem experiência eleitoral, a encabeçar a disputa municipal em 2012, ficando na terceira colocação.

    Apesar da derrota, seu nome saiu das eleições fortalecido. No Governo do Estado, assumiu a secretaria de Comunicação e depois a chefia de Gabinete de Ricardo, antes de se candidatar a deputada estadual, sendo a candidata mais votada em João Pessoa e a décima quarta no Estado, com 34.929 votos. Com muito potencial, pesa contra Estela a derrota de 2012. Um novo revés nas urnas marcaria a carreira da deputada, que também é criticada, internamente, por posturas consideradas inflexíveis. Sua candidatura partiria a frente das outras, mas o risco de ser derrotada pode desestimular suas pretensões. Estela é a ‘dama’ entre os socialistas.

    Correndo por fora, como quarta opção dentro do PSB, o deputado estadual Hervázio Bezerra carece de corpo político para sonhar em uma candidatura a prefeito de João Pessoa. Único dos quatro na lista que não é formado no ‘berço socialista’, ingressou na política em 1993, quando foi eleito vereador na capital paraibana pelo PMDB. De lá pra cá, foram mais 4 mandatos de vereador, tendo trocado o PMDB pelo PSDB no meio do caminho, e a suplência na Assembleia Legislativa nas eleições de 2010. Com o racha entre PSB e PSDB, trocou novamente de partido e filiou-se ao partido de Ricardo Coutinho, assumindo uma vaga na ALPB em 2011.

    As mudanças de partido e a falta de uma densidade eleitoral sólida são os principais entraves para uma candidatura de Hervázio a prefeito da capital. Seu nome, entretanto, é um dos mais fortes em caso da manutenção da aliança entre PSB e PT, como candidato a vice de Luciano Cartaxo. Com menos força, Hervázio é o ‘valete’ deste jogo. Mas definitivamente não é carta fora do baralho.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here